Publicado 20 de Junho de 2021 - 8h07

Por Estadão Conteúdo

O Athletico-PR terá um desfalque importante para o duelo contra o Atlético Goianiense, neste domingo, às 18h15, na Arena da Baixada, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. Com dores na coxa, Nikão foi vetado do embate. Outro motivo para sua ausência é uma possível saída para o exterior. O atleta esteve reunido com seus empresários na última sexta-feira e confirmou o seu desejo de tomar novos rumos na carreira.

Sem Nikão, o técnico português António Oliveira, de 38 anos, apostou em Carlos Eduardo, ao lado de Vitinho e Matheus Babi. Outra mudança confirmada foi no esquema tático. O zagueiro Zé Ivaldo volta a ficar como opção no banco de reservas para a entrada do veterano Jadson.

Dois jogadores estão sendo constantemente testados pelo treinador, mas devem ficar como opções, casos de Khellven e Renato Kayzer. António Oliveira deve manter a base, que está com 100% de aproveitamento no Brasileirão. "O grupo tem sido o diferencial. Quem está entrando, independente da estratégia, está dando conta do recado. A gente se tornou uma verdadeira família. Todo mundo ali dentro está comprando a ideia do António (Oliveira). Tudo o que ele pede, a gente tem feito. A união tem sido o diferencial da nossa equipe", reforçou Richard.

Com nove pontos, o Athletico está brigando pela liderança com Fortaleza e Atlético Mineiro. O clube venceu até aqui América-MG (1 a 0), Juventude (3 a 0) e Grêmio (1 a 0).

O técnico Eduardo Barroca vem colecionando desfalques no Campeonato Brasileiro. Após perder o zagueiro Éder e o atacante Ronald, ambos com lesão na coxa, o treinador não poderá contar com o volante Willian Maranhão, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Do time que ficou no empate sem gols frente ao Fortaleza no meio de semana, Eduardo Barroca deverá promover apenas uma mudança, esta justamente na vaga de Willian Maranhão. Quem treinou entre os titulares nas últimas atividades foi Gabriel Baralhas.

Apesar do empate em casa na rodada passada, Eduardo Barroca elogiou o time e também o adversário, o Fortaleza, líder isolado com 10 pontos. "Estamos em um bom momento defensivo. Não estamos levando gols, mas ainda temos margem para melhorar. No Brasileirão, não tem jogo fácil. Vamos encarar outra pedreira. Mas temos que seguir dando um passo de cada vez. Acreditamos que podemos fazer grandes coisas", prevê o treinador.

O Atlético fez três jogos na temporada. Venceu Corinthians e São Paulo por 1 a 0 e 2 a 0, respectivamente, e empatou por 0 a 0 com o Fortaleza. O time goiano é o oitavo colocado, com sete pontos.

Escrito por:

Estadão Conteúdo