Publicado 19 de Junho de 2021 - 11h52

Por Marcelo de Moraes

Nublado com pancadas de chuva à tarde
EDIÇÃO IMPRESSA
Campinas,

Publicado 19 de Junho de 2021 - 11h52

Por Marcelo de Moraes

Com fortes críticas à condução do combate à pandemia e cobrança por mais vacinas, manifestantes ocupam nesta manhã de sábado o gramado central da Esplanada dos Ministérios, em Brasília, para protestar contra o governo de Jair Bolsonaro. Com o Congresso isolado pelo policiamento, os manifestantes organizaram uma caminhada pela Esplanada até se posicionarem diante de um carro de som, estacionado no local mais próximo possível do Parlamento, que funciona como uma espécie de palanque improvisado para os discursos.

Com muitas faixas pedindo a saída do presidente e cobrando reforço nos auxílios sociais, a manifestação tem forte presença de militantes de partidos de oposição, especialmente PT e Psol. "Derrotar Bolsonaro não é uma tarefa para amanhã, derrotar Bolsonaro é uma tarefa para hoje", disse o deputado distrital Fábio Félix, do PSol.

A organização do protesto distribuiu máscaras e álcool gel para os participantes da manifestação. Embora tenha havido uma tentativa de reduzir a aglomeração com uma espécie de distribuição de setores separados por faixas de protestos, boa parte dos presentes acaba se reunindo em frente ao carro de som do evento.

Escrito por:

Marcelo de Moraes

Com fortes críticas à condução do combate à pandemia e cobrança por mais vacinas, manifestantes ocupam nesta manhã de sábado o gramado central da Esplanada dos Ministérios, em Brasília, para protestar contra o governo de Jair Bolsonaro. Com o Congresso isolado pelo policiamento, os manifestantes organizaram uma caminhada pela Esplanada até se posicionarem diante de um carro de som, estacionado no local mais próximo possível do Parlamento, que funciona como uma espécie de palanque improvisado para os discursos.

Com muitas faixas pedindo a saída do presidente e cobrando reforço nos auxílios sociais, a manifestação tem forte presença de militantes de partidos de oposição, especialmente PT e Psol. "Derrotar Bolsonaro não é uma tarefa para amanhã, derrotar Bolsonaro é uma tarefa para hoje", disse o deputado distrital Fábio Félix, do PSol.

A organização do protesto distribuiu máscaras e álcool gel para os participantes da manifestação. Embora tenha havido uma tentativa de reduzir a aglomeração com uma espécie de distribuição de setores separados por faixas de protestos, boa parte dos presentes acaba se reunindo em frente ao carro de som do evento.

Continue Lendo

Escrito por:

Marcelo de Moraes

Em Brasília, manifestantes pedem saída de Bolsonaro e mais vacinas

Publicado 19 de Junho de 2021 - 11h52

Por Marcelo de Moraes

Com fortes críticas à condução do combate à pandemia e cobrança por mais vacinas, manifestantes ocupam nesta manhã de sábado o gramado central da Esplanada dos Ministérios, em Brasília, para protestar contra o governo de Jair Bolsonaro. Com o Congresso isolado pelo policiamento, os manifestantes organizaram uma caminhada pela Esplanada até se posicionarem diante de um carro de som, estacionado no local mais próximo possível do Parlamento, que funciona como uma espécie de palanque improvisado para os discursos.

Com muitas faixas pedindo a saída do presidente e cobrando reforço nos auxílios sociais, a manifestação tem forte presença de militantes de partidos de oposição, especialmente PT e Psol. "Derrotar Bolsonaro não é uma tarefa para amanhã, derrotar Bolsonaro é uma tarefa para hoje", disse o deputado distrital Fábio Félix, do PSol.

A organização do protesto distribuiu máscaras e álcool gel para os participantes da manifestação. Embora tenha havido uma tentativa de reduzir a aglomeração com uma espécie de distribuição de setores separados por faixas de protestos, boa parte dos presentes acaba se reunindo em frente ao carro de som do evento.

Escrito por:

Marcelo de Moraes

Em Brasília, manifestantes pedem saída de Bolsonaro e mais vacinas

Publicado 19 de Junho de 2021 - 11h52

Por Marcelo de Moraes

Com fortes críticas à condução do combate à pandemia e cobrança por mais vacinas, manifestantes ocupam nesta manhã de sábado o gramado central da Esplanada dos Ministérios, em Brasília, para protestar contra o governo de Jair Bolsonaro. Com o Congresso isolado pelo policiamento, os manifestantes organizaram uma caminhada pela Esplanada até se posicionarem diante de um carro de som, estacionado no local mais próximo possível do Parlamento, que funciona como uma espécie de palanque improvisado para os discursos.

Com muitas faixas pedindo a saída do presidente e cobrando reforço nos auxílios sociais, a manifestação tem forte presença de militantes de partidos de oposição, especialmente PT e Psol. "Derrotar Bolsonaro não é uma tarefa para amanhã, derrotar Bolsonaro é uma tarefa para hoje", disse o deputado distrital Fábio Félix, do PSol.

A organização do protesto distribuiu máscaras e álcool gel para os participantes da manifestação. Embora tenha havido uma tentativa de reduzir a aglomeração com uma espécie de distribuição de setores separados por faixas de protestos, boa parte dos presentes acaba se reunindo em frente ao carro de som do evento.

Escrito por:

Marcelo de Moraes