Publicado 13 de Junho de 2021 - 10h06

Por Estadão Conteúdo

Deiveson toma um mata-leão do mexicano Brandon Moreno e perde o cinturão em sua terceira luta na defesa da posição

Divulgação

Deiveson toma um mata-leão do mexicano Brandon Moreno e perde o cinturão em sua terceira luta na defesa da posição

Durou pouco o reinado do brasileiro Deiveson Figueiredo no peso mosca do UFC. Em sua terceira defesa do cinturão, o lutador acabou finalizado no terceiro assalto por Brandon Moreno, em Phoenix. Pela primeira vez na história o México tem um campeão da modalidade.

Foi um reencontro entre o brasileiro e o mexicano no UFC 263, em Phoenix. Eles haviam empatado em dezembro e o novo combate foi programado para este sábado. Depois de sofrer bastante para bater o peso, Deiveson não foi páreo diante de um rival ao qual desprezou antes da primeira luta.

O brasileiro conquistou o cinturão nos moscas em julho de 2020, ao ganhar de Joseph Benavidez pela segunda vez naquele ano. Na primeira luta, estourou o peso e a vitória acabou não valendo o cinturão. Na segunda vez, sim, se consagrou campeão mundial.

Em novembro, o brasileiro arrasou com Alex Perez, na primeira defesa do título do peso mosca. Para fazer história, voltou ao octógono um mês depois, falando em nocautear Brandon Moreno. Desprezou o rival e não foi além de um empate. Neste sábado, viu seu reinado de campeão acabar com um mata leão no terceiro round.

"Estou muito feliz, viva o México! Viva México! Venho de um país em que muitas vezes a gente usa o 'sim você pode'. Às vezes não dá, mas hoje foi possível", comemorou o novo campeão, já com o cinturão nas mãos. "Para todo o meu povo mexicano, lembrem que nascemos onde queremos. Sonhos podem ser alcançados, eles podem ser alcançados, e estou aqui."

Dominante na trocação de golpes, o brasileiro levou a pior no chão. Antes de ser finalizado, ele foi derrubado pelo mexicano por duas vezes nos rounds anteriores. No terceiro assalto, após cair novamente, não conseguiu se livrar do mata leão. Foi a décima vitória do mexicano por finalização.

Escrito por:

Estadão Conteúdo

font-weight: bold; text-align: center; } .max-temperature, .min-temperature { font-size: 15px; font-size: 0.9375rem; font-weight: bold; } .max-temperature { color: #c60000; } .max-temperature .angle-up { display: inline-block; font-family: FontAwesome; font-style: normal; font-weight: normal; line-height: 1; -webkit-font-smoothing: antialiased; -moz-osx-font-smoothing: grayscale; } .min-temperature { color: #2f8fd1; } .min-temperature .angle-down { display: inline-block; font-family: FontAwesome; font-style: normal; font-weight: normal; line-height: 1; -webkit-font-smoothing: antialiased; -moz-osx-font-smoothing: grayscale; } .weather-result { width: 200px; float: left; font-size: 13px; font-size: 0.8125rem; color: #585858; clear: both; margin: 0 0 0 1px; font-weight: 600; } .weather-city { width: 65px; margin: 0; float: left; font-size: 10px; text-transform: uppercase; color: #585858; font-weight: bold; } .climaup { padding-left: 14px; width: 18px; height: 15px; float: left; background-repeat: no-repeat; background-position-y: 5px; } .climaup2 { width: 18px; height: 15px; float: left; } .climadown { padding-left: 14px; width: 18px; height: 15px; float: left; background-repeat: no-repeat; background-position-y: 5px; } .climadown2 { width: 18px; height: 15px; float: left; }
Nublado com pancadas de chuva à tarde
EDIÇÃO IMPRESSA
Campinas,

Publicado 13 de Junho de 2021 - 10h06

Por Estadão Conteúdo

Deiveson toma um mata-leão do mexicano Brandon Moreno e perde o cinturão em sua terceira luta na defesa da posição

Divulgação

Deiveson toma um mata-leão do mexicano Brandon Moreno e perde o cinturão em sua terceira luta na defesa da posição

Durou pouco o reinado do brasileiro Deiveson Figueiredo no peso mosca do UFC. Em sua terceira defesa do cinturão, o lutador acabou finalizado no terceiro assalto por Brandon Moreno, em Phoenix. Pela primeira vez na história o México tem um campeão da modalidade.

Foi um reencontro entre o brasileiro e o mexicano no UFC 263, em Phoenix. Eles haviam empatado em dezembro e o novo combate foi programado para este sábado. Depois de sofrer bastante para bater o peso, Deiveson não foi páreo diante de um rival ao qual desprezou antes da primeira luta.

O brasileiro conquistou o cinturão nos moscas em julho de 2020, ao ganhar de Joseph Benavidez pela segunda vez naquele ano. Na primeira luta, estourou o peso e a vitória acabou não valendo o cinturão. Na segunda vez, sim, se consagrou campeão mundial.

Em novembro, o brasileiro arrasou com Alex Perez, na primeira defesa do título do peso mosca. Para fazer história, voltou ao octógono um mês depois, falando em nocautear Brandon Moreno. Desprezou o rival e não foi além de um empate. Neste sábado, viu seu reinado de campeão acabar com um mata leão no terceiro round.

"Estou muito feliz, viva o México! Viva México! Venho de um país em que muitas vezes a gente usa o 'sim você pode'. Às vezes não dá, mas hoje foi possível", comemorou o novo campeão, já com o cinturão nas mãos. "Para todo o meu povo mexicano, lembrem que nascemos onde queremos. Sonhos podem ser alcançados, eles podem ser alcançados, e estou aqui."

Dominante na trocação de golpes, o brasileiro levou a pior no chão. Antes de ser finalizado, ele foi derrubado pelo mexicano por duas vezes nos rounds anteriores. No terceiro assalto, após cair novamente, não conseguiu se livrar do mata leão. Foi a décima vitória do mexicano por finalização.

Escrito por:

Estadão Conteúdo