Publicado 13 de Junho de 2021 - 6h50

Por Ricardo Magatti

O Flamengo deixou claro que quer que o Campeonato Brasileiro seja paralisado durante a disputa da Copa América e acionou o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para que isso aconteça. Mas, enquanto o julgamento não acontece, o time rubro-negro, reforçado por Rodrigo Caio, Gerson e Pedro, tem compromisso neste domingo, às 16 horas, diante do América-MG, no Maracanã.

O Flamengo não entrou em campo no fim de semana passado, pela segunda rodada, porque a CBF acatou o pedido do clube e adiou o duelo contra o Grêmio e também diante do Coritiba, pela Copa do Brasil, em razão dos vários desfalques dos cariocas. Na abertura do torneio, a equipe de Rogério Ceni derrotou o Palmeiras em casa. Com isso, soma três pontos.

Ceni ainda não comanda a equipe neste domingo, já que cumpre os últimos dias de isolamento depois de ter sido contaminado pela covid-19. Mas há reforços importantes. Rodrigo Caio, de volta da seleção brasileira, Gerson e Pedro, que retornaram da seleção olímpica, vão para o jogo.

Havia uma dúvida quanto à presença do zagueiro, pois ele sentiu dores no joelho durante a semana, mas o jogador participou das últimas atividades sem restrições e será titular. Por outro lado, Everton Ribeiro e Gabriel desfalcam a equipe neste e nos próximos jogos, uma vez que foram convocados por Tite para a Copa América.

Isla, com o Chile, Piris da Motta, com o Paraguai, e Arrascaeta, com o Uruguai, também jogarão o torneio de seleções da América do Sul e são outras baixas importantes.

O clube carioca entende que o Brasileirão deve parar enquanto acontece o torneio da Conmebol, assim como ocorreu em 2019. O vice-presidente Rodrigo Dunshee afirmou que é dever da CBF "promover o equilíbrio das competições" e lembrou da isonomia entre os concorrentes, presente em artigo do regulamento da competição nacional. Ele quer que os clubes com atletas nas seleções não sejam sacrificados.

"Os clubes não podem continuar a jogar suas chances nas competições e os milhões investidos pelo ralo para promover torneios da seleção. Precisamos repensar o futebol brasileiro. Há que se respeitar o regulamento das competições que prevê que a base de tudo é a isonomia", disse Dunshee.

Em despacho na noite da última sexta, o presidente do STJD, Otávio Noronha, indeferiu, inicialmente, a liminar solicitada pelo clube. No entanto, entendeu que os argumentos do Flamengo são relevantes e deu continuidade ao processo. Haverá sessão virtual às 10h da próxima quinta-feira no pleno do STJD para julgar a matéria com urgência em colegiado.

PRESSÃO EM MINAS - Pressionado após a eliminação na terceira fase da Copa do Brasil frente ao Criciúma, nos pênaltis, o América Mineiro tenta juntar os cacos para focar apenas no Campeonato Brasileiro. O técnico Lisca, que foi bancado no cargo, indicou algumas mudanças no time que entrará em campo ante o Flamengo.

A principal dúvida é na lateral esquerda. João Paulo deverá recuperar seu posto de titular do setor após se recuperar de lesão, mas existe ainda a possibilidade de Lisca continuar com Marlon ou até mesmo iniciar com Alan Ruschel. No ataque, Ribamar vem pedindo espaço e poderá entrar no lugar de Rodolfo José, ao lado de Ademir.

Quem não estará em campo é o volante Zé Ricardo, com uma lesão na coxa esquerda. Lisca treinou com Gustavo no setor. Ele irá compor o meio de campo com Juninho, Alê e Bruno Nazário.

"A fase é ruim mesmo, a gente não está conseguindo ganhar. Vamos seguir trabalhando, mostrando esse poder de reação. Mas estamos muito tristes com a eliminação na Copa do Brasil, mas agora ficou para trás. É concentrar para realizar uma boa campanha no Brasileirão", garantiu o treinador.

De volta à elite nacional, o América ainda não venceu. Na estreia, perdeu para o Athletico por 1 a 0. Depois, acabou sendo derrotado frente ao Corinthians pelo mesmo placar, em casa.

Escrito por:

Ricardo Magatti