Publicado 11 de Junho de 2021 - 0h15

Por Estadão Conteúdo

Único jogador do Internacional que falou após a eliminação na Copa do Brasil para o Vitória, no Beira-Rio, o meia Edenilson pregou muito trabalho para tirar o clube desse momento delicado.

"É difícil explicar. Acho que a gente tem que abaixar a cabeça, trabalhar, ver o que está errado e corrigir, porque a gente deixou a desejar mais uma vez. Temos que assumir nossas responsabilidades", disse Edenilson.

Na derrota para o Vitória, por 3 a 1, o Inter terminou com nove jogadores. O zagueiro Pedro Henrique foi expulso logo aos cinco minutos do segundo tempo e o meia Boschilia recebeu o vermelho já nos acréscimos.

Com isso, o Inter chegou a dez expulsões nesta temporada. Apesar do número expressivo, Edenilson não acredita que o emocional está pesando neste momento delicado. "Não está pesando. Tantos os mais jovens quanto os mais velhos já têm uma experiência em jogos. É difícil falar... O trabalho dos mais velhos é dar suporte para que isso não se repita, para que trabalhem, para que cresçam. Infelizmente estamos crescendo na base da pancada", finalizou Edenilson.

Em crise, o Inter vai em busca da sua primeira vitória no Brasileirão neste domingo, contra o Bahia, em Salvador, pela terceira rodada.

Escrito por:

Estadão Conteúdo