Publicado 10 de Junho de 2021 - 14h09

Por Matheus Piovesana

Em nota enviada ao Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), a Vale afirmou que ainda não foi formalmente citada sobre o eventual recebimento da denúncia oferecida pelo Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG) contra a companhia e três diretores por suposto crime ambiental.

"A Vale informa que ainda não foi formalmente citada em relação ao eventual recebimento da denúncia. A empresa reforça o seu compromisso com a sociedade e com o meio ambiente", disse a mineradora.

A companhia foi denunciada pelo MP-MG junto com três dirigentes por supostos crimes ambientais no município de Nova Lima (MG), por poluição causada pela Usina de Pelotização da Fazenda Rio de Peixe, no Complexo Vargem Grande (MG).

Segundo o MP, a unidade teria emitido partículas poluentes de forma irregular, lançado efluentes sanitários no solo e causado poluição sonora noturna. Adicionalmente, a mineradora não teria tomado as medidas cabíveis para resolver os problemas.

É o segundo revés da Vale no Judiciário mineiro nesta semana. Na quarta-feira, a Justiça do Trabalho mineira condenou a mineradora a pagar indenização de R$ 1 milhão por danos morais para cada trabalhador morto no rompimento da barragem de Brumadinho, em 2019.

A companhia informou nesta quinta-feira estar sensível à situação dos atingidos, e que vem realizando acordos com os familiares dos trabalhadores vítimas da tragédia.

Escrito por:

Matheus Piovesana