Publicado 09 de Junho de 2021 - 19h35

Por Estadão Conteúdo

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, defendeu nesta quarta-feira (9) que a propriedade intelectual de vacinas seja protegida e que licenças voluntárias são a forma mais eficiente de expandir a produção de imunizantes contra a covid-19. Em discurso feito nesta quarta, Von der Leyen admitiu, no entanto, que o licenciamento compulsório pode ser uma "ferramenta legítima" para acelerar a produção num momento de emergência global, como no caso de uma pandemia, quando "há falhas na cooperação voluntária".

Escrito por:

Estadão Conteúdo