Publicado 09 de Junho de 2021 - 19h35

Por Matheus Andrade

A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, afirmou nesta terça-feira que, caso o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, não acreditasse que avanços pudessem ser realizados nas negociações por um pacote de infraestrutura com os republicanos, "não gastaria horas de discussão". Em coletiva de imprensa, Psaki indicou que há uma série de questões sendo discutidas de forma bipartidária, e que "avanços estão ocorrendo".

Sobre as tratativas com Shelley Moore Capito, senadora republicana que vem liderando as posições do partido no tema, a porta-voz indicou que Biden terá um encontro com a mesma nesta tarde.

Segundo Psaki, o democrata "agradece" a disposição da opositora para negociar, mas reafirma que sua última proposta "não atendeu nossas necessidades". Questionada sobre um possível impasse, negou, sugerindo que há avanços em negociações entre senadores.

"Precisa ser feito mais para que companhias e indivíduos paguem suas partes da tributação", afirmou a porta-voz quando perguntada sobre uma das principais disputas entre governo e oposição, acerca da forma de financiar o pacote.

Sobre a covid-19, afirmou que "discutiremos doação de vacinas no G7", e que anúncios serão feitos nos próximos dias. Com grande parte da população imunizada, indicou que os EUA são o "país com maior capacidade para doar vacinas no mundo hoje".

Psaki reafirmou ainda os planos atuais para as entregas externas de imunizantes prometidas pelo país nos próximos meses. Além disso, comentou que o anúncio da Fundação Mastercard feito nesta terça de uma contribuição de US$ 1,3 bilhão para combate à covid-19 é bem-vindo.

Escrito por:

Matheus Andrade