Publicado 09 de Junho de 2021 - 19h35

Por Pedro Caramuru e Daniel Weterman

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, negou que tenha pautado suas ações a fim de garantir a permanência no cargo. "Eu vou trabalhar para ajudar o povo brasileiro a superar essa dificuldade sanitária", respondeu Queiroga ao senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE).

A intervenção de Vieira acontece após comentário do senador Marcos do Val (Pode-ES), que disse: "Não tem como cobrar do ministro que ele se sente aqui e critique o presidente da República. Ele pode ser exonerado". "E se ele for exonerado, vamos ficar de novo 'pelo amor de Deus, estamos sem ministro'?", completou Do Val.

Segundo Queiroga: "Enquanto o presidente da República mantiver a confiança que tem em mim, estarei à disposição do governo e da sociedade brasileira".

Escrito por:

Pedro Caramuru e Daniel Weterman