Publicado 09 de Junho de 2021 - 19h35

Por Estadão Conteúdo

Óbvio que tudo não passou de brincadeira de um clube modesto do Piauí eufórico ao ganhar incrivelmente do São Paulo, em seu estádio. O exagero nas provocações, contudo, parecem ter motivado os jogadores paulistas a aplicarem surra histórica no 4 de julho, por 9 a 1, no Morumbi, na volta da Copa do Brasil. Autor de três gols, o centroavante Pablo pediu mais respeito.

Foram várias as provocações do 4 de julho após os 3 a 2 em Piri Piri. Até aquele jogo de ida, o São Paulo vinha de quatro jogos sem levar gol e os piauienses lembraram disso em um dos tantos posts irônicos. Muitos levaram na esportiva, mas Pablo aproveitou para mandar o recado nesta terça-feira.

"Vimos muitas postagens da equipe deles, brincadeiras que fazem parte do futebol, mas tem que respeitar. Hoje ficou provado o tamanho do São Paulo", respondeu o artilheiro da noite no Morumbi.

Pablo reconheceu os erros da ida e ressaltou a paciência no Morumbi para a busca da classificação. "No jogo de lá, infelizmente tomamos três gols de bola parada. Aqui tomamos um gol logo de começo, mas a equipe é muito consciente das coisas que precisa fazer", enfatizou. "O Crespo nos pede muita intensidade. A gente não estava satisfeito, vínhamos de empate e derrotas, então esse resultado é com muito pé no chão."

Apesar do discurso sereno e de humildade, Pablo não escondeu a alegria por ajudar a colocar o time nas oitavas de final de uma competição jamais vencida pelo São Paulo. "A gente sabe o que tem de fazer, o que o Crespo pede. É uma classificação importante para nós."

Vaga garantida, o São Paulo se prepara para dura visita ao Atlético-MG. No Brasileirão passado, levou 3 a 0 na casa do rival com polêmica de gol claro de Luciano anulado pelo VAR. A CBF admitiu o erro dias mais tarde. Os comandados de Crespo, empolgados com os 9 a 1, esperam voltar a ganhar longe do Morumbi após sete visitas sem triunfos.

Escrito por:

Estadão Conteúdo