Publicado 13 de Janeiro de 2022 - 19h13

Por Agência Brasil

 S..o Paulo - Fachada do Departamento de Pol..cia Federal - Superintend..ncia Regional S..o Paulo, na Lapa.

Rovena Rosa/Ag..ncia Brasil; /Ag..ncia Brasil

S..o Paulo - Fachada do Departamento de Pol..cia Federal - Superintend..ncia Regional S..o Paulo, na Lapa.

Uma operação realizada nesta quinta-feira (13) pela Polícia Federal (PF) em São Paulo identificou um homem de 30 anos que divulgou na internet imagens do estupro de uma criança brasileira. A investigação foi feita em conjunto com a Interpol e envolveu policiais de outros países. O vídeo circulou em um fórum da deep web.

Segundo a Polícia Federal, a operação, batizada de Deep Sea, usou técnicas investigativas modernas para encontrar o homem, que mora em São Paulo e é pai de três crianças. As imagens tiveram rápida circulação na internet e foram acessadas e replicadas por usuários da rede TOR, software de código aberto que permite a comunicação anônima ao navegar na internet, em diferentes países.

“O autor dos crimes responderá pela produção e divulgação de arquivos de mídia com conteúdo pornográfico-infantil (Estatuto da Criança e do Adolescente) e pelo estupro de vulnerável [Código Penal]”, informou, em nota, a Polícia Federal.

A criança também foi identificada durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão e da prisão preventiva.

A PF informou que a responsável pela vítima foi orientada sobre o acompanhamento e os cuidados de proteção da menor em situação vulnerável.

Escrito por:

Agência Brasil