Publicado 02 de Janeiro de 2022 - 17h21

Por Agência Brasil

Investigação epidemiológica conjunta entre as Secretaria Municipal de Saúde (SMS-Rio), Secretaria de Estado de Saúde (SES) e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), realizada hoje (2) pela manhã a bordo do transatlântico MSC Preziosa, confirmou 28 casos de covid-19.

Foram testados todos os casos sintomáticos e seus contatos próximos. De acordo com nota divulgada há pouco pela SMS Rio, todos estavam isolados em setor específico da embarcação, com sintomas leves e boa evolução clínica. Foram coletadas amostras para sequenciamento genômico.

A secretaria informou que os passageiros com casos positivos serão desembarcados por veículo seguro da empresa responsável pela embarcação. Se forem moradores do Rio de Janeiro e cidades próximas, poderão cumprir isolamento em domicílio. Se residirem fora do Rio de Janeiro serão isolados em hotéis específicos. O Centro de Informação Estratégica em Vigilância em Saúde (CIEVS) do município do Rio vai monitorar os casos de moradores da cidade.

Quarentena

Os demais passageiros que não tiveram contato com os casos positivados poderão desembarcar. Mesmo assim, o CIEVS do município orientou que devem manter quarentena por 14 dias, com reforço às medidas de proteção à vida. Caso desenvolvam sintomas de síndrome gripal, a orientação é que procurem uma unidade de saúde.

Todas as medidas sanitárias, de prevenção e controle foram tomadas em conjunto pela SMS-Rio, SES e Anvisa. A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro mantém vigilância ativa e realiza o monitoramento das embarcações de navios de cruzeiro que atracam na cidade, afirma a nota.

O calendário de vacinação contra a covid-19 será retomado amanhã (3), após o feriado do dia 1º, aplicando a dose de reforço para pessoas com 55 anos de idade ou mais. O processo de imunização prossegue no dia 4, para pessoas dessa mesma faixa etária.

A SMS alerta que pessoas com 18 anos ou mais que tomaram a segunda dose há mais de quatro meses devem se dirigir aos postos de saúde para tomar a dose de reforço contra a doença.

Escrito por:

Agência Brasil