Publicado 19 de Agosto de 2021 - 22h04

Por Agência Brasil

A view of a collapsed building following an earthquake, in Les Cayes, Haiti, in this still image taken from a video obtained by Reuters on August 14, 2021.  REUTERS TV via REUTERS THIS IMAGE HAS BEEN SUPPLIED BY A THIRD PARTY. MANDATORY CREDIT.

REUTERS TV

A view of a collapsed building following an earthquake, in Les Cayes, Haiti, in this still image taken from a video obtained by Reuters on August 14, 2021. REUTERS TV via REUTERS THIS IMAGE HAS BEEN SUPPLIED BY A THIRD PARTY. MANDATORY CREDIT.

O governo brasileiro decidiu enviar uma missão humanitária multidisciplinar ao Haiti. O país caribenho, nação mais pobre das Américas, foi atingido por um terremoto de magnitude 7,2 no sábado (14). Até agora, foram contabilizados cerca de 2 mil mortos e dezenas de milhares de casas destruídas.  

A missão contará com equipes de especialistas e peritos em busca e resgate em estruturas urbanas colapsadas, além de contar com "kits" de medicamentos e insumos estratégicos para assistência farmacêutica emergencial, doados pelo Ministério da Saúde. Uma aeronave de transporte KC-390 Millennium, da Força Aérea Brasileira (FAB), deve decolar com destino à capital do Haiti, Porto Príncipe, no próximo final de semana, levando pessoal e o material de apoio à emergência humanitária.

A decisão de enviar uma missão brasileira foi tomada pelo  Grupo de Trabalho Interministerial sobre Cooperação Humanitária Internacional, articulação que envolve os ministérios da Justiça e Segurança Pública (MJSP), Defesa, Relações Exteriores (MRE), Saúde e Desenvolvimento Regional (MDR).   

De acordo com o Ministério da Defesa, a configuração da missão poderá ser ajustada em função das necessidades e dos entendimentos que estão sendo mantidos com o governo haitiano.

Escrito por:

Agência Brasil