Publicado 22 de Junho de 2021 - 18h57

Por Agência Brasil

Twitter oficial da Guarda Municipal do Rio de Janeiro.

Twitter oficial da Guarda Municipal do Rio de Janeiro.

Twitter oficial da Guarda Municipal do Rio de Janeiro.

A cidade de Mangaratiba será o primeiro município do Estado do Rio de Janeiro a contar com  guarda municipal armada.  A Câmara Municipal votou e aprovou na manhã de hoje (22),  por unanimidade, o projeto que permite o porte de arma para a categoria.

Com a mudança, Mangaratiba será a primeira Guarda do Estado a possuir porte legal de arma em convênio com a Polícia Federal.

"Hoje colocamos definitivamente a Guarda Municipal de Mangaratiba no rol das Instituições de segurança pública do Estado. Teremos uma guarda mais independente, efetiva e que vai reforçar o trabalho integrado e de inteligência, que já desempenha com as forças de segurança nacionais e estaduais", afirmou o prefeito da cidade, Alan Campos da Costa.

O projeto de armar a Guarda Municipal de Mangaratiba foi elaborado pelo executivo municipal e tinha como meta alterar a Lei Orgânica do Município. Ao todo, 202 agentes serão treinados pela Polícia Federal para atuarem com as novas regras.

Recentemente, o município criou uma ouvidoria e também uma corregedoria dentro da Guarda Municipal de Mangaratiba - consideradas instrumentos indispensáveis para a efetivação do projeto.

De acordo com o secretário de Segurança e Trânsito de Mangaratiba, Norberto Marques, a aprovação da proposta é um marco histórico para o município e um avanço para as ações de segurança.

"Há pouco mais de dois anos, a Guarda Municipal do município só tomava conta de prédios públicos, e hoje ela representa um agente de segurança pública que atua em parceria com as polícias, que efetua prisões em flagrante, cumpre mandados judiciais, entre diversos outros avanços. Armar a Guarda vai dar mais legitimidade para o trabalho da instituição, que passará a atuar de forma mais independente", avaliou.

Preparação e treinamento

Para armar os agentes, a Guarda Municipal de Mangaratiba firmou uma parceria com a Polícia Federal. A PF vai ofertar um curso de capacitação de 600 horas para os guardas. O treinamento vai capacitar os agentes na  parte teórica e prática, incluindo o curso de tiro. Antes de utilizarem armas de fogo, os agentes  deverão ser aprovados nesta formação.

Escrito por:

Agência Brasil