Publicado 12 de Junho de 2021 - 15h01

Por Agência Brasil

Vacinação Covid ubs asa sul Brasília-DF, 11/06/2021 Foto: Walterson Rosa/MS

Walterson Rosa/MS

Vacinação Covid ubs asa sul Brasília-DF, 11/06/2021 Foto: Walterson Rosa/MS

Manaus realiza, hoje (12), um mutirão para iniciar a vacinação contra a covid-19 de pessoas entre 40 a 51 anos. Ao todo, 57 locais funcionarão durante todo o fim de semana, sendo três deles em regime de atendimento 24 horas. 

A ação é realizada em parceria entre a prefeitura da capital e o governo do Amazonas e tem o objetivo de acelerar a imunização do público. Até o momento, a campanha municipal já imunizou pessoas até 52 anos, além de 27 grupos prioritários. 

Segundo a prefeitura, há estrutura para atender 107 mil pessoas por dia. Até o momento, em Manaus já foram vacinadas aproximadamente 780 mil pessoas, das quais 300 mil com as duas doses que completam o esquema vacinal.

O mutirão mobiliza diretamente 2.755 pessoas durante o fim de semana. Serão 1.225 vacinadores, triadores e registradores, além de 570 pessoas que atuam no apoio à organização do acesso e do atendimento nas 250 estações de vacinação. 

Eles estão nos três pontos que funcionam em regime 24 horas (Centro de Convenções de Manaus – Sambódromo, Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques e Arena da Amazônia), e em seis pontos tradicionais (Centro de Convivência da Família Padre Pedro Vignola, Centro Cultural dos Povos da Amazônia e Sesi – Clube do Trabalhador, supermercado Coema, além da Universidade Paulista (Unip), que abre apenas neste sábado, e do Parque Municipal do Idoso, que abre no domingo, 13). Outros 1.530 técnicos atuarão em 48 salas de vacina de unidades de saúde e escolas da rede pública.

Divisão por idade

O mutirão de vacinação terá divisão por faixas etárias: no sábado, são atendidas pessoas de 45 a 51 anos. Já no domingo, serão imunizadas pessoas de 40 a 44 anos. Essa divisão levou em conta a quantidade estimada por idade, com a distribuição da demanda de forma equilibrada.

Para agilizar o atendimento, a prefeitura orientou para a importância do registro do usuário no sistema Imuniza Manaus, por meio da opção Cadastro do Cidadão. 

O objetivo é reduzir o risco de erros no lançamento dos dados pessoais. Apesar do cadastro, não haverá agendamento eletrônico para o fim de semana, e as pessoas podem ir diretamente ao ponto de vacinação mais próximo, com os documentos obrigatórios: identificação original, com foto; Cadastro de Pessoa Física e comprovante de residência (original e cópia) que ateste moradia em Manaus.

Escrito por:

Agência Brasil