Esportes

Brusque segura pressão em casa e empata sem gols com Operário na Série B

Estadão Conteúdo
15/05/2024 às 21:34.
Atualizado em 15/05/2024 às 21:42

Brusque e Operário se enfrentaram na noite desta quarta-feira, em Itajaí, no estádio Hercílio Luz, e empataram em 0 a 0. O confronto da quinta rodada do Campeonato Brasileiro Série B teve um gol para cada lado no segundo tempo, mas ambos foram anulados.

Apesar do empate, o Brusque ganhou um fôlego na luta contra o rebaixamento, agora, com quatro pontos. O Operário, com oito, continua muito próximo do G4, mirando uma vaga dentro da zona de acesso.

O duelo começou intenso em Itajaí. O Operário pressionava, mas o destaque era o técnico Luizinho Lopes, do Brusque, que à beira do campo tentava organizar a equipe.

Em construção pelo meio, Dudu Scheit ajeitou para frente e Ronaldo tentou encobrir Matheus Salustiano, mas a bola pegou no braço do defensor. No vídeo, o árbitro sequer foi chamado para checar o lance, enquanto a torcida protestava.

Aos 30 minutos, o Operário teve falta pela direita e o cruzamento foi na cabeça de Willian Machado, que cabeceou por cima. Os paranaenses conseguiram converter a posse em chances, mas todas com desvio ou travadas. Quatro minutos depois, Osman se antecipou em cruzamento rasteiro, e na resposta do Brusque acabou finalizando por cima do gol.

Diferentemente da primeira metade, a volta do intervalo foi amarrada. O Operário seguia oferecendo as melhores oportunidades mesmo fora de casa, mas agora pouco oferecia risco.

Aos 21 minutos, o Brusque tentou sair pela intermediária, mas perdeu a posse e cedeu contra-ataque. Com a bola na área, Pedro Lucas teve duas oportunidades, e depois de carimbar o travessão, conseguiu balançar as redes. No entanto, após quase cinco minutos de checagem pelo VAR, o árbitro André Luiz Skettino foi ao vídeo e anulou o tento por falta de Willian Machado na roubada de bola que originou o gol.

Com 33 minutos no relógio, o Brusque assustou em cobrança de falta lateral venenosa de Dionísio. A bola tinha a grande área como destino, mas pegou curva e assustou o goleiro Rafael Santos.

Nos acréscimos, um cruzamento pelo lado direito achou Paulinho Moccelin de costas na entrada da área. Ele ajeitou e Guilherme Queiróz cavou para encontrar Diego Mathias sozinho dentro da área. O camisa 27 dominou e concluiu em gol, mas a arbitragem rapidamente indicou impedimento.

Depois do empate, ambos voltam a jogar no domingo (19). O Brusque visita o Santos na Vila Belmiro, às 11h, enquanto o Operário recebe o Ceará às 16h, no Germano Krüger, em Ponta Grossa.

FICHA TÉCNICA

BRUSQUE 0 X 0 OPERÁRIO

BRUSQUE - Matheus Nogueira; Mateus Pivô, Matheus Salustiano, Wallace e Alex Ruan; Rodolfo Potiguar, Jhemerson (Paulinho Moccelin) e Dionísio (Diego Mathias); Anderson Rosa (Serrato), Olávio (Guilherme Queiróz) e Osman (Diego Tavares). Técnico: Luizinho Lopes.

OPERÁRIO - Rafael Santos; Sávio, Joseph, Willian Machado e Lucas Hipólito; Jacy (Rodrigo Lindoso), Ronald (Guilherme Pira) e Cássio Gabriel; Dudu Scheit (Pedro Lucas), Ronaldo (Felipe Garcia) e Maxwell. Técnico: Rafael Guanaes.

CARTÕES AMARELOS - Mateus Pivô, Jhemerson e Paulinho Moccelin (Brusque); Jacy, Ronaldo, Rodrigo Lindoso e Pedro Lucas (Operário)

ÁRBITRO - André Luiz Skettino Policarpo Bento (MG).

RENDA - Não disponibilizada.

PÚBLICO - Não disponibilizado.

LOCAL - Hercílio Luz, em Itajaí (SC).

Assuntos Relacionados
Compartilhar
Correio Popular© Copyright 2024Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por