Publicado 04 de Junho de 2021 - 15h18

Por Agência Brasil

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) deflagrou na manhã de hoje (4) a Operação Dinheiro Sujo para investigar supostas irregularidades em gestões anteriores da Secretaria de Saúde local. Foram cumpridos 22 mandados de busca e apreensão na capital federal e em São Paulo, no Maranhão, no Paraná e em Santa Catarina. 

Os promotores do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) investigam irregularidades em contratações emergenciais de empresas que prestaram serviços de lavanderia hospitalar em 2014. 

De acordo com as apurações preliminares do Gaeco, os membros do suposto grupo criminoso teriam forjado situação de calamidade para justificar a dispensa de licitação e direcionar a contratação para os investigados. 

Os mandados foram autorizados pela Justiça do DF e foram cumpridos com auxílio da Polícia Civil de São Paulo e do Gaeco dos estados onde as diligências foram realizadas. 

Escrito por:

Agência Brasil