Publicado 31 de Maio de 2021 - 21h02

Por Agência Brasil

O Ministério da Saúde lançou hoje (31) na capital paulista a Câmara Técnica em Mortalidade Materna, um colegiado de profissionais que vai avaliar e propor medidas para diminuir as taxas de mortalidade das mães. O grupo deverá também buscar novas referências científicas sobre o tema.

A câmara técnica será composta por representantes do Ministério da Saúde, membros do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas/OMS) e de comitês estaduais de mortalidade materna.

“Essa câmara técnica será uma luz para nos orientar sempre no caminho da ciência”, destacou o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, na cerimônia de lançamento realizada na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), em São Paulo. “O Ministério da Saúde tem em mente que a responsabilidade do estado brasileiro é com a dignidade da pessoa humana e com a vida”, acrescentou.

De acordo com o secretário de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde, Raphael Câmara, o governo tem como pauta prioritária a redução da mortalidade de gestantes por infecções e outras  situações de risco. “Instituímos a câmara técnica para investigar as causas de morte materna, adequar as políticas públicas e trazer respostas à população”, disse.

Segundo o Ministério da Saúde, objetivo da câmara também é o apoio à tomada de decisão dos profissionais de saúde na assistência médica e demais intercorrências obstétricas ameaçadoras à vida materna. 

Escrito por:

Agência Brasil