Publicado 07/04/2021 - 18h53 - Atualizado 07/04/2021 - 18h58

Por Lucas Rossafa/ Correio Popular

Romércio quer renovar contrato e diz que o Bugre é um time de camisa e tradição

Thomaz Marostegan/ Guarani FC

Romércio quer renovar contrato e diz que o Bugre é um time de camisa e tradição

Titular nos quatro primeiros jogos do Bugre na temporada, zagueiro, parceiro de Airton, despistou a respeito da possibilidade de renovação para sequência da temporada, em coletiva de imprensa, mas revelou intenção de continuar no Brinco de Ouro da Princesa em 2021.
"Ainda não conversamos, mas estou focado aqui. Focado em fazer um grande Campeonato Paulista. Tenho certeza aí que o clube e a diretoria vão chegar em mim e vai conversar. Vai depender do meu desempenho também nas próximas partidas. Então estou muito tranquilo sobre isso. Espero dar o meu melhor e trabalhar firme para, quando voltar os jogos, estar correspondendo à altura", comentou, em coletiva.
"Cheguei no Guarani aqui em janeiro do ano passado. Já tinha jogado duas Séries B pelo Coritiba. Já tinha uma experiência assim. O Guarani é um clube de camisa e um clube de tradição. Eu venho aprendendo bastante e evoluindo a cada dia e a cada treinamento. Então estou muito feliz vestindo a camisa do Guarani. Espero estender o meu contrato aqui, dar o meu melhor aqui por esse clube e fazer história", emendou.
Remanescente de 2020, Romércio relembrou a classificação encaminhada do Guarani às quartas de final do Campeonato Paulista antes da pausa de quase cinco meses, no início da pandemia, para usar como aprendizado.
"A gente vem sofrendo com a pandemia desde o ano passado. No ano passado, a gente vinha muito bem. Estava considerando já classificado, mas ficamos muito tempo parado e nunca tinha acontecido isso. Quando voltaram os jogos, a gente não correspondeu como vinha correspondendo antes", lamentou.
"Esse ano é bem diferente. Não tem nem um mês que a gente parou. Espero que, neste final de semana ou no outro, a gente já esteja jogando aí. Então estamos treinando firme. O professor vem passando um treinamento muito forte. Então creio que, quando voltar o campeonato, a gente vai em busca dessa classificação, porque o nosso grupo é qualificado e tem grandes jogadores", finalizou.
Romércio tem acordo vigente com o Guarani, renovado ao término da Série B do Campeonato Brasileiro, até 24 de maio de 2021.
Contragolpe
Ex-Ponte Preta, Índio é um dos jogadores mais criticados pela torcida no início da campanha do Guarani no Campeonato Paulista.
O volante rebateu as opiniões dos torcedores e mostrou maturidade para encarar os problemas.
"Eu creio que críticas sempre vão ter. É difícil uma pessoa agradar todo mundo, todos os torcedores e todas as pessoas. Eu tenho trabalhado para dar o meu melhor sempre pelo time, pelo Guarani e pelo resultado positivo. Às vezes, as coisas não saem como a gente queria, mas eu creio que não só eu, mas toda a equipe tem muito a evoluir também, como a gente já vinha vindo pelas partidas. É tentar encarar da melhor forma possível para buscar evoluir e ajudar a equipe", pontuou.
Sem atuar há três semanas, Índio comentou sobre os cuidados adotados pelos jogadores do Guarani em meio ao avanço da pandemia.
"Eu creio que todo mundo tem se cuidado bastante. Esse é o principal foco. É a gente continuar se cuidando. A gente tem trabalhado, mas a gente tem seguido todas as normas. Eu tenho ficado bastante em casa. Não saio e só venho para o trabalho. A gente conseguindo manter isso, cada um fazendo a sua parte. Estamos conseguindo evitar qualquer tipo de coisa desse tipo", opinou. O camisa 23 assegurou que o Guarani não será prejudicado com a paralisação do Paulista.
"Eu não vejo prejuízo algum. É claro que a gente vinha em uma sequência muito boa, mas creio que essas semanas também têm ajudado bastante para a gente evoluir em alguns quesitos e melhorar alguns que estávamos deixando a desejar", opinou.

Escrito por:

Lucas Rossafa/ Correio Popular