Publicado 06/04/2021 - 14h38 - Atualizado 06/04/2021 - 14h43

Por

Com status de aposta no Majestoso, João Víctor ganhou visibilidade durante passagem pela Caldense

Divulgação

Com status de aposta no Majestoso, João Víctor ganhou visibilidade durante passagem pela Caldense

A Ponte Preta anunciou, ontem pela manhã, a contratação de João Victor por uma temporada.
Emprestado pela Caldense até o fim da Série B do Campeonato Brasileiro, atacante já desembarcou no Estádio Moisés Lucarelli para realizar exames clínicos e médicos.
Aos 22 anos, atleta vai se integrar ao elenco dirigido pelo técnico Fábio Moreno no início desta semana e, em breve, ser inscrito na Lista A do Campeonato Paulista.
O profissional esteve em ação pelo Nacional, de Portugal, até retornar ao Brasil.
Com status de aposta no Majestoso, João ganhou visibilidade durante passagem pela Caldense, na última edição do Campeonato Mineiro, pelo qual marcou quatro gols em 13 partidas - também já defendeu Grêmio Osasco, Red Bull Brasil e Bragantino, onde foi revelado no ano de 2016.
Victor será mais uma alternativa de velocidade para atuar pelas beiradas do ataque.
O jogador tem como principais concorrentes Moisés e Pedrinho, atuais titulares, além de Bruno Michel, Niltinho e Papa Faye e até os meias Renan Mota e Thalles.
Novo reforço do time campineiro, atacante é ligado aos empresários do braço esportivo da farmacêutica EMS, com a qual antigas gestões gozavam de estreia relação, em especial com Marcus Vinicius Sanchez Secundido, um dos proprietários e sócio da multinacional.
Para quem não se lembra, Sanchez acionou a Ponte Preta na Justiça, em fevereiro de 2020, por conta de um empréstimo no valor de R$ 1,5 milhão, realizado em 2017.
O valor da ação, na época, era exatamente de R$ 2.483.106,78, em 'negociação' iniciada na 'Era Vanderlei Pereira'.
Tem mais
No fim da semana passada, Departamento de Futebol também confirmou a contratação de Niltinho.
O atacante desembarcou em Campinas no sábado, realizou bateria exames no Moisés Lucarelli e está à disposição da comissão técnica.
O atleta, em ação pelo Desportivo Chaves desde o segundo semestre de 2018, assinou vínculo em definitivo junto à Macaca até 31 de dezembro de 2022 e não mais por empréstimo, como era esperado, incluindo taxa de vitrine de 50% em caso de transferência futura.
O jogador é uma indicação direta de Alarcon Pacheco, novo executivo de futebol da Alvinegra.
Os dois se conhecem desde os tempos de Maceió, mais especificamente em 2018, quando o cartola comandava o CRB e o ex-camisa 11 defendia o rival CSA, então promovido à Série A na ocasião.
Visão
Thalles foi submetido à cirurgia refrativa em um dos olhos, na última quinta-feira, para corrigir pequeno distúrbio visual.
Meio-campista não participou dos três últimos treinos na Ponte Preta, mas já deve retornar às atividades nesta terça-feira.
Em virtude de a recuperação trazer como consequência excesso de sensibilidade à luz, também conhecida como fotofobia, armador vai utilizar um óculos de proteção por um período de tempo, que pode variar entre duas e quatro semanas, no estilo de Edgar Davids, ex-volante da Holanda.
Vale ressaltar que, com o objeto, não há nenhuma restrição para prática esportiva, seja em treinamentos ou em jogos.
Emprestado pelo Goiás até o fim da Série B do Campeonato Brasileiro, camisa 98 despertou atenção de Fábio Moreno nos trabalhos e foi titular no último jogo.
Embora tenha sido escalado como meio-campista, cuja missão é organizar jogadas, Thalles também pode ser improvisado pelo técnico na ponta direita.
Por ser canhoto, é tido como uma alternativa para atuar aberto, com a perna boa 'pronta o chute' e abrindo espaço para Apodi na ala.
Fábio Moreno aproveita a paralisação do campeonato para realizar novos testes.
 

Escrito por: