Publicado 05/03/2021 - 18h47 - Atualizado 11/03/2021 - 19h41

Por Lucas Rossafa/ Correio Popular

Inoperância do ataque e condições ruins do gramado afetaram o time que segue sem vencer no Paulistão

Estadão Conteúdo

Inoperância do ataque e condições ruins do gramado afetaram o time que segue sem vencer no Paulistão

A Ponte Preta foi surpreendida em pleno Estádio Moisés Lucarelli, amargou derrota diante do Santo André, pelo placar de 1 a 0, ontem à noite, e segue sem vencer no Campeonato Paulista.
O gol do Ramalhão foi marcado pelo meio-campista Gegê, aos 15 minutos do segundo tempo, em chute de fora da área.
Com revés como mandante, a Macaca segue estacionada em um ponto após dois jogos no Estadual, em terceiro lugar e fora da zona de classificação - Ferroviária e São Paulo dividem a primeira colocação com quatro.
O time campineiro, com tempo curto de reabilitação, volta a campo pelo Paulistão no domingo, 07 de março, contra o Corinthians, em Itaquera, às 11h.
O jogo
Sem impor o ritmo de jogo planejado inicialmente e com pouquíssima velocidade na transição, a Ponte Preta sofreu bastante no sistema ofensivo no primeiro tempo e não levou nenhum perigo ao adversário.
A Prova da inoperância dos homens de frente da Macaca foi o fato de que Fernando Henrique, goleiro do Santo André, não teve trabalho e foi um grande espectador.
As condições ruins do campo do Estádio Moisés Lucarelli também prejudicaram diretamente a ideia alvinegra colocar em prática a metodologia de jogo com dinâmica e rapidez. Apodi, por sua vez, é válvula de escape importante no lado e um dos melhores, mas o insuficiente para dar fôlego ofensivo a equipe. Na etapa final, um golaço de Gegê, de fora da área, decretou o revés campineiro, embora a Macaca tenha desperdiçado várias chances reais de gol para, ao menos, empatar.

Escrito por:

Lucas Rossafa/ Correio Popular