Publicado 03/03/2021 - 17h14 - Atualizado 03/03/2021 - 17h15

Por Lucas Rossafa/ Correio Popular

Allan Aal entende que os atletas erraram na movimentação tática, fato que foi determinante para o tropeço

Thomaz Marostegan/ Guarani FC

Allan Aal entende que os atletas erraram na movimentação tática, fato que foi determinante para o tropeço

O Guarani estreou no Campeonato Paulista com derrota acachapante diante do Ituano, na última segunda-feira à noite, pelo placar de 3 a 0, no Estádio Brinco de Ouro da Princesa.
Bem criticado pela torcida nas redes sociais, Allan Aal admitiu desempenho bem negativo do Bugre na primeira participação oficial da temporada.
"Eu acredito que foi uma estreia abaixo daquilo que a gente esperava. Cometemos erros muito agudos, que acabaram definindo a partida e, principalmente, nos desestabilizando emocionalmente. A questão da gente, de repente, se preocupar um pouco em resolver buscando a bola no pé do companheiro foi um fator que facilitou a marcação do Ituano", analisou o treinador.
Mesmo depois de três semanas cheias de treinamento em pré-temporada, o comandante entendeu que os atletas erraram na movimentação tática ao longo dos 90 minutos, o que teria sido determinante para o tropeço logo de cara.
"Nós sabemos que esses jogadores que, de repente, se precipitaram em uma movimentação e em alguma questão tática vão evoluir cada vez mais. É um início de trabalho. Como eu falei para eles, é o primeiro jogo e não o último. Obviamente, a gente buscava a vitória. Em algumas situações, os em que tomar a decisão em cima daquilo que temos de melhor não só na questão técnica, mas também na questão física", emendou.
Allan Aal, visivelmente abatido pelo tropeço em Campinas, lamentou o fato de alguns atletas não terem correspondido às expectativas no primeiro duelo do Guarani na temporada.
"Alguns jogadores vieram um pouco abaixo. A gente vem trabalhando para deixar todos em condições o mais rápido possível. Eu tenho convicção de que, quando estivermos em um nível competitivo bom, as possibilidades e as opções de mudança vão ser maiores", garantiu.
O treinador bugrino, além disso, tentou justificar o resultado negativo com a falta de entrosamento dos atletas na primeira rodada.
O ex-zagueiro optou por escalar três novos reforços entre os titulares - com oito remanescentes de 2020 -, porém foi surpreendido com o resultado desfavorável e atuação bem ruim em todos os três setores.
"É natural que exista essa falta de entrosamento em alguns momentos, mas eu acredito que o principal foi essa ansiedade que a gente acabou criando após alguns erros cometidos. Os erros foram muito agudos, que acabaram definindo", lamentou.
"Isso não é transferir responsabilidade, mas, sim, a gente pontuar algumas situações que precisam melhorar. Eu tenho certeza de que a gente corrigindo e trabalhando vai conseguir dar uma resposta que a torcida espera", completou.
O Bugre enfrenta o Botafogo nessa quinta-feira, 16:45h.

Escrito por:

Lucas Rossafa/ Correio Popular