Publicado 05/03/2021 - 10h20 - Atualizado 05/03/2021 - 11h09

Por Rodrigo Piomonte/ Correio Popular

Paciente com sintomas de covid-19 aguarda atendimento em maca no corredor do Hospital Mário Gatti: números dramáticos da doença estão longe de traduzir o sofrimento humano

Ricardo Lima/ Correio Popular

Paciente com sintomas de covid-19 aguarda atendimento em maca no corredor do Hospital Mário Gatti: números dramáticos da doença estão longe de traduzir o sofrimento humano

Em reunião do Comitê de Enfrentamento à covid-19 de Campinas realizada ontem foi detectado um aumento no número de mortes de pessoas com menos de 60 anos na cidade.
Nos três primeiros meses de pandemia, em 2020, Campinas registrou 34 óbitos nesta faixa etária. Este ano, até o momento, já foram 54 mortes. O número de internações entre menores de 60 anos também aumentou 48%, passando de 344 para 713.
"É um dado assustador e importante. O vírus não descansa, não podemos relaxar. É muito triste ver jovens sendo entubados", disse o prefeito Dário Saadi (Republicanos).
De acordo com a diretora municipal de Vigilância em Saúde, Andrea von Zuben, o momento é crítico e todo cuidado se faz necessário. "As pessoas precisam se conscientizar de que o distanciamento social e o uso da máscara e do álcool em gel são as grandes armas que temos, enquanto a vacina não chega para todos", disse.
Vacinas para maiores de 77 A Prefeitura reabriu ontem o agendamento para vacinação contra a covid-19 para pessoas de 77 a 79 anos de idade que residem no município. O agendamento é obrigatório e deve ser feito prioritariamente pelo site www.vacina.campinas.sp.gov.br ou pelo telefone 160.
A reabertura do agendamento ocorreu porque o município recebeu novas doses, que foram entregues pela Secretaria Estadual de Saúde.

Escrito por:

Rodrigo Piomonte/ Correio Popular