Publicado 09/02/2021 - 15h49 - Atualizado 09/02/2021 - 15h50

Por Raquel Valli/ Correio Popular

Candidatos deixam local de prova: presen?a maci?a

Ricardo Lima/ Correio Popular

Candidatos deixam local de prova: presen?a maci?a

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) iniciou ontem a segunda fase do vestibular 2021, com o menor índice de abstenção dos últimos dez anos. Segundo informações da Comissão Permanente para os Vestibulares (Comvest), no primeiro dia de prova, 14.185 candidatos estiveram presentes. No total, 15.470 foram aprovados para esta nova etapa, sendo que apenas 1.285 vestibulandos não compareceram, o equivalente a 8,3%.
Em 2020, no primeiro dia de provas da segunda fase, a abstenção havia sido de 10,2%. Em média, nos últimos 10 anos, o índice de faltosos foi de 11%. O diretor do Comvest, professor José Alves de Freitas Neto, acredita que a média de candidatos que deixarão de fazer a prova deva se manter hoje, no segundo dia. "Às vezes, no segundo dia, tem uma elevação. Isso porque o candidato não foi bem ou desistiu mesmo. Mas esperamos que a abstenção permaneça na média, numa variação de décimos", estimou.
Nesta terça-feira, em 22 cidades do país, serão aplicadas provas específicas de acordo com o curso escolhido, além de Matemática e questões de Ciências Humanas e Ciências da Natureza. São oferecidas 3.237 vagas em 69 cursos de graduação da Unicamp.
Provas
O estudante Vitor Maciel, de 17 anos, que pretende cursar Engenharia, disse acreditar que tenha se saído bem. "A primeira prova foi tranquila, não foi um bicho de sete cabeças, acho que fui bem."
Para Daniel Cecílio, diretor pedagógico do Colégio e Curso Oficina do Estudante, a Unicamp espera, pelos temas das redações, que os estudantes consigam demonstrar seu posicionamento. "A universidade demonstra querer que seus futuros alunos estejam conectados com os acontecimentos do mundo e com a visão crítica bastante desenvolvida. Eles deixam isso muito claro inclusive no seu edital."
O exame tem duração de cinco horas e, a partir das 15h, o candidato já pode deixar as salas. A orientação é de que os candidatos cheguem ao local da prova às 12 horas. Os portões são fechados às 13 horas. Para diminuir o risco de infecção pela covid-19 entre os vestibulandos, a Unicamp informou que usará 715 salas nesta etapa. O número é 138% maior que do ano passado, quando foram utilizadas 300 classes. O espaçamento entre cada participante será de 1,5 metro, dentro e fora das salas.
O esquema de prevenção contra a doença inclui ainda a oferta de mil litros de álcool em gel e o fornecimento de 3,5 mil máscaras para colaboradores que estarão trabalhando durante o vestibular. "Não tivemos nenhuma intercorrência. Ficamos surpresos com a calmaria deste vestibular. Também não houve nada em relação à covid", assegurou José Alves de Freitas Neto.

Escrito por:

Raquel Valli/ Correio Popular