Publicado 16/01/2021 - 12h43 - Atualizado // - h

Por Da Agência Anhanguera

Iara Medeiros, R?bia Galera e Leticia Michelani: todas elas s?o uma

Importação

Iara Medeiros, R?bia Galera e Leticia Michelani: todas elas s?o uma

O espetáculo UMAEMTODAS recupera da terra corpos e memórias de mulheres, bichos, elementos e sentidos ancestrais, por meio de movimentos que ecoam profundamente nas pesquisadoras-intérpretes. Mulheres que são muitas em uma só, levam o espectador a uma travessia por histórias de suas terras, de seus filhos, de suas dores, perseguições, violações, indignações e revoltas, permeada por quietude, caos e a presença da natureza. Este é o foco do do trabalho que será apresentado neste e no próximo fim de semana, no formato digital, pela plataforma Zoom.
A pesquisa traça um caminho que vai de encontro a cumplicidade, zelo, pertencimento e libertação de corpos e terra. Este espetáculo é fruto do trabalho de conclusão de curso de bacharelado em Dança pela Unicamp e foi criado através do método Bailarino-Pesquisador-Intérprete (BPI) e de vivências com a comunidade indígena Mbya Guarani do Pico do Jaraguá em São Paulo.
O BPI é um método de pesquisa e criação em dança, desenvolvido por Graziela Rodrigues, professora titular do Departamento de Artes Corporais da Unicamp (Daco). “É fruto de uma reformulação dos saberes artísticos eurocentrados e uma profunda busca por uma dança que é do Brasil, que não vem de fora mas é enraizada em nosso solo e é de fato feita por e para nossos corpos brasileiros”, destaca Iara Medeiros, uma das bailarinas-intérpretes. “A partir deste método, pretende-se deixar ecoar e transparecer nos corpos as paisagens internas que reverberam dos aprendizados e trocas com a cultura Guarani”, completa
Com orientação e direção de Larissa Turtelli e Paula Caruso, o espetáculo traz em cena as intérpretes Iara Medeiros, Leticia Michelani e Rúbia Galera. O trabalho conta com Mariana Jorge na assistência de direção, Graziela Rodrigues na assessoria artística, cenografia e figurinos de Erika Schwarz, produção de figurino de Juliana Schmidt e Teka Moran, apoio técnico de Lucas Fernandes, Coré Valente e Lucas Michelani, assessoria musical de Divanir Gattamorta, iluminação de Chico Barganian, e apoio de Valéria Franco e Dalgalarrondo, da Cia. Tugudum. Uma realização do Núcleo BPI. (AAN). Dias 16, 17, 23 e 24 de janeiro, às 19h, pelo Zomm. Acesso gratuito.

Escrito por:

Da Agência Anhanguera