Publicado 10/01/2021 - 11h00 - Atualizado 10/01/2021 - 11h12

Por AAN

'A Revolução dos Bichos' foi lançado em 1945

Divulgação

'A Revolução dos Bichos' foi lançado em 1945

O Grupo Edipro relançou no início deste ano, os dois maiores clássicos de George Orwell (1903-1950): 1984 e A revolução dos bichos. As novas traduções saem pelo selo Via Leitura e são assinadas por Alexandre Barbosa de Souza, ex-editor da Biblioteca Azul, Cosac Naify e Editora 34. Além de editor e escritor, Souza é responsável pela versão brasileira de grandes clássicos, como Moby Dick e Alice através do espelho. “Sempre consideramos o Alexandre como o nome ideal para esse enorme projeto”, afirma a Publisher da Edipro, Maíra Micales. A Biblioteca Azul também está relançando os dois títulos.
Em edição cuidadosamente trabalhada, os livros contarão com brindes especiais em todos os exemplares (dois postais e dois marcadores). As artes dos brindes e das capas são de Carlo Giovani, ilustrador porto alegrense que atualmente vive em Portugal, trabalhando em projetos na Europa e nas Américas. Giovanni trabalha com técnicas de recorte em papel, que conferem uma assinatura única em suas obras.
A revolução dos bichos é uma fábula moderna, que satiriza o totalitarismo, a tirania e a busca pelo poder. Já 1984 é um drama distópico que cristalizou a mítica do Grande Irmão, que a todos vê e controla. Ambas as obras estão entre as mais importantes da história da literatura. Esta nova edição de A revolução dos bichos inclui os prefácios “A liberdade de imprensa”, cujo manuscrito foi descoberto em 1972, e o famoso “Prefácio à edição ucraniana”, de 1947. O livro 1984 inclui o apêndice “Os princípios da novilíngua”.
A primeira metade do século 20 foi atribulada por acontecimentos extraordinários, muitos deles descritos em primeira mão por George Orwell, hoje sinônimo de crítica social e oposição ao totalitarismo. Nascido Eric Arthur Blair em uma família inglesa de classe média alta, Orwell sempre teve um interesse especial pelas questões sociais. Trabalhou como professor e assistente de um sebo de livros e se casou comEileen O'Shaughnessy. Com a Segunda Guerra Mundial, passou a trabalhar para a BBC e outros veículos. Em 1944, o livro A revolução dos bichos estava pronto, mas diferentes editoras se recusaram a publicá-lo por ser um ataque direto ao regime soviético, então aliado vital na batalha contra a Alemanha. A obra so saiu em 1945. Mesmo doente, conseguiu escrever sua obra mais famosa: 1984. (AAN)

Escrito por:

AAN

nmg