Publicado 07/01/2021 - 08h22 - Atualizado 07/01/2021 - 08h22

Por Maria Teresa Costa


O prefeito Dário Saadi (Republicanos) anunciou que a Secretaria de Saúde começa a planejar os pontos de vacinação contra a Covid-19, marcada para ter início em 25 de janeiro. Na primeira fase, onde serão imunizados profissionais de saúde e pessoas com mais de 60 anos, serão vacinadas 210 mil pessoas. A Prefeitura já tem todo o material necessário para campanha, com estoques de seringas, agulhas e geladeiras de armazenamento para a vacina.
Fim da fila
O secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, mandou um recado ontem aos prefeitos que resistem em seguir o Plano São Paulo de flexibilização da economia. Ele disse que o Estado vai priorizar, nos atendimentos, aqueles que seguem o plano. “Aqueles que forem irresponsáveis vão para o fim da fila neste momento. Vamos cobrar. Se não tiverem seguido as regras fundamentais da saúde, notificamos, encaminhamos para o MP”, afirmou.
Bancadas
Mais três partidos oficializaram os nomes dos vereadores que exercerão as lideranças de bancadas. O PSOL, que tem dois parlamentares, ficou com Mariana Conti, líder, e Paulo Búfalo, vice-líder. As bancadas do PSDB e Novo têm apenas um vereador cada, Luiz Cirilo e Paulo Gaspar respectivamente, e eles serão líderes deles mesmos.
Indicação
O vereador Higor do Campo Grande (Republicanos) afirmou à coluna que ficou surpreso ao saber que a nomeação de Vandecleya Moro para a Secretaria de Assistência Social, pelo prefeito Dário Saadi, foi indicação de seu partido. “Como vereador do partido ao menos fui comunicado e não participei da decisão. Esperava mais respeito”, afirmou.
Academias
O vereador Fernando Mendes (Republicanos) quer que o prefeito Dário Saadi inclua as academias de esportes na categoria de serviços essenciais. Segundo ele, desde o mês de maio, decreto federal define que “academias de esportes de todas as modalidades, obedecidas as determinações do Ministério de Saúde” podem ser classificadas como atividades essenciais.
Seringas
O Ministério da Saúde suspendeu a compra de seringas, até que os preços voltem à normalidade. Ao anunciar a medida, o presidente Jair Bolsonaro disse que estados e municípios têm estoques de seringas para o início das vacinações, já que a quantidade de imunizantes num primeiro momento não é grande.
Pode faltar
Os prefeitos reagiram. Em nota, a Frente Nacional de Prefeitos (FNP), presidida pelo ex-prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), alertou para o risco de faltarem seringas e agulhas nos estoques dos municípios para atender outras necessidades além da vacinação contra a Covid-19. A entidade, que reúne as grandes cidades, diz que é fundamental que o governo que já preveja como o estoque regular de agulhas e seringas será reposto.
Tentativa de assalto
O prefeito Luiz Dalben (Cidadania) foi vítima de uma tentativa de assalto na noite de terça-feira, a caminho de um sítio, em Itatiba, para encontrar a família. No percurso foi abordado por um indivíduo armado que saiu de um veículo prata. O prefeito, segundo sua assessoria, arrancou com o seu carro e fugiu do local, sem sofrer maiores ameaças. A Polícia Militar conseguiu efetuar a abordagem de indivíduos que poderiam estar envolvidos na suposta tentativa de assalto e foi registrado Boletim de Ocorrência.

Escrito por:

Maria Teresa Costa