Publicado 21/01/2021 - 20h43 - Atualizado 21/01/2021 - 20h43

Por Correio Popular


A Vigilância Sanitária de Campinas autuou, entre terça-feira e ontem, quatro farmácias da cidade que realizavam testes para detecção de Covid-19. A inspeção, que terá prosseguimento, foi motivada porque esses estabelecimentos não têm autorização para fazer testes como o de PCR, que não são rápidos e exigem a coleta de secreção e envio a laboratório para a realização de análise.
Durante as inspeções, os técnicos da Vigilância também verificaram se as salas estavam sendo utilizadas exclusivamente para a realização dos procedimentos para a identificação da Covid-19. A realização de testes PCR é privativa de postos de coletas de laboratórios clínicos e não pode ser feito em farmácias.
Estes estabelecimentos podem fazer testes rápidos imunocromatográficos para os quais a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) deu autorização emergencial por conta da excepcionalidade da pandemia. Porém, mesmo para realizar testes rápidos de antígeno, que utilizam secreções e não sangue, a farmácia deve possuir sala com sistema de ventilação que evite a contaminação do local e de trabalhadores.
 

Escrito por:

Correio Popular