Publicado 14/01/2021 - 11h11 - Atualizado 14/01/2021 - 11h12

Por Daniel de Camargo

O homem foi conduzido para a 2ª Delegacia Seccional de Campinas

Cedoc/RAC

O homem foi conduzido para a 2ª Delegacia Seccional de Campinas

Um homem, de 28 anos, foi preso pela Polícia Militar na manhã desta quarta-feira (13), no Jardim Petrópolis, em Campinas, depois que invadiu nu uma casa, degolou dois passarinhos de estimação com uma faca e ameaçou matar duas crianças, de 2 e 11 anos.
Segundo a avó das crianças, que preferiu não se identificar, o agressor pulou o muro do imóvel – que é baixo -, localizado na Rua Doutor Paulo Affonso Pereira Ribeiro, por volta das 8h. Policiais militares que atenderam a ocorrência disseram que a nora da idosa relatou ter gritado ao surpreender o autor em um dos quartos. Com o susto, ele partiu para cima dela. Porém, não a feriu e fugiu rapidamente pelos fundos da residência. Neste momento, a mulher acordou os demais familiares, que estavam dormindo, e acionou as autoridades.
Em buscas pela região, a PM avistou alguns moradores que avisaram que havia um homem nu e com uma faca nas mãos correndo pelo bairro. Poucos metros depois, o indivíduo foi localizado nas imediações de um centro comunitário. Ao perceber a viatura, ele pulou para dentro local, mas foi abordado lá. Segundo a Secretaria de Segunda Pública (SSP-SP), ele foi detido e resistiu à ordem de largar a faca, precisando ser algemado. A pasta informou ainda que diversos objetos da casa das vítimas foram quebrados enquanto o autor esteve lá.
Antes de conduzi-lo a 2ª Delegacia Seccional de Campinas, no Jardim Paulicéia, ele foi coberto com uma tolha cedida pela população local e levado a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do São José, no Jardim das Bandeiras, pois aparentava estar sob efeito de entorpecentes. O caso foi registrado como violação de domicílio, ato obsceno, localização e apreensão de objeto e matar espécimes da fauna silvestre.
A PM informou que se trata de uma pessoa em situação de rua, da Capital. Desorientado, o homem não conseguiu explicar como veio parar em Campinas, porque agiu desta forma e estava sem roupas. Ele permaneceu à disposição da Justiça.

Escrito por:

Daniel de Camargo