Publicado 13/01/2021 - 18h33 - Atualizado 13/01/2021 - 18h33

Por AFP


A atividade econômica teve uma melhora modesta para as empresas americanas nas últimas semanas de 2020, mas a situação é desequilibrada entre setores e regiões, segundo o "Livro Bege" do Federal Reserve (Fed), nesta quarta-feira (13).

Os diretores de empresas de "algumas regiões notaram uma queda de vendas varejistas e da demanda por lazer e hotelaria", destacou o Fed nesta pesquisa realizada antes de 4 de janeiro.

Um terço das 12 regiões observaram um declínio ou uma estagnação da atividade, "em grande parte" ligado "à disparada recente de casos do coronavírus e das medidas de confinamento mais estritas" implementadas.

Na maioria das regiões, as compras on-line se impuseram sobre as compras em lojas físicas durante as festas.

"Embora a perspectiva das vacinas contra a covid-19 tenha reforçado o otimismo das empresas sobre o crescimento em 2021, isto foi moderado pela inquietação que desperta o ressurgimento recente do vírus e suas implicâncias sobre as condições comerciais no curto prazo", destacou o banco central americano.

O emprego aumentou em quase todas as regiões, mas lentamente. A situação, no entanto, deteriorou-se "em um número crescente de regiões", argumentou.

O desemprego em dezembro se manteve em 6,7% e foram perdidos 140.000 postos de trabalho.

jul/vmt/mr/gm/mvv

Escrito por:

AFP