Publicado 30/12/2020 - 19h37 - Atualizado 30/12/2020 - 19h37

Por Carlos Rodrigues

A Ponte Preta foi derrotada por 2 a 1 pelo Juventude em Caxias do Sul

Arthur Dallegrave / EC Juventude

A Ponte Preta foi derrotada por 2 a 1 pelo Juventude em Caxias do Sul

A Ponte Preta desperdiçou a oportunidade de terminar 2020 no G4 da Série B do Brasileiro ao ser derrotada pelo Juventude por 2 a 1, hoje, no Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, pela 32ª rodada. A Macaca até abriu o placar já no segundo tempo com Barreto, mas tomou o empate imediatamente num gol antológico de Rogério e, depois, Rafael Grampola decretou a virada.
O resultado interrompeu a sequência positiva e deixou a equipe alvinegra estacionada nos 46 pontos, a cinco do Cuiabá, que ocupa a quarta posição. Para seguir sonhando com o acesso, a Macaca precisará da reabilitação no Dérbi, marcado para terça-feira, às 19h15, no Estádio Brinco de Ouro.
Fabio Moreno surpreendeu ao mandar a campo a Ponte com três mudanças na formação titular. Sem Apodi, que apresentou um quadro de amidalite, Léo Pereira foi escalado na lateral-direita. As trocas por opção foram as entradas de Wellington Carvalho e Luan Dias nos lugares de Ruan Renato e Moisés, respectivamente.
O primeiro tempo foi morno, mas a alvinegra teve um comportamento melhor que o adversário. A Macaca teve mais posse de bola, presença ofensiva e em momento algum sofreu pressão. Na primeira meia hora, porém, não houve emoção. O jogo melhorou um pouquinho nos minutos finais quando cada time ameaçou uma vez. A Ponte chegou aos 38' com Camilo, que bateu falta com curva e viu a bola passar com perigo à direita da meta. O Juventude respondeu aos 42'. Rogério recebeu lançamento e, mesmo sem ângulo, finalizou e deu trabalho a Ygor Vinhas.
A emoção que faltou na etapa inicial veio com tudo na volta do intervalo. Logo aos 5', Camilo bateu escanteio e a bola chegou em Bruno Rodrigues no segundo pau. O atacante bateu e Barreto apareceu para completar e fazer 1 a 0 para a Macaca. Só que nem deu tempo para comemorar. No minuto seguinte, Rogério recebeu fora da área, matou no peito e emendou uma bicicleta no canto esquerdo para fazer um gol espetacular e deixar tudo igual.
O duelo perdeu um pouco de intensidade, mas seguiu pegado. Aos 17', Capixaba finalizou de fora da área e Ygor Vinhas segurou. A Ponte respondeu três minutos depois com Guilherme Pato batendo cruzado e dando trabalho a Marcelo Carné.
O jogo era equilibrado, mas os donos da casa aproveitaram um vacilo da Ponte para saltar na frente aos 31'. A jogada começou com Eltinho na defesa e chegou até Matheuzinho, que cruzou na área e encontrou Rafael Grampola completamente livre no segundo pau. O atacante cabeceou, Ygor Vinhas tentou defender, mas espalmou pra dentro e o Juventude virou o jogo.
Atrás no placar, a Macaca teve que partir para o tudo ou nada nos minutos finais. O time tentou, pressionou e por pouco não empatou no finalzinho em bola que Tiago Orobó quase alcançou, mas acabou sofrendo a derrota que dificulta a missão da equipe de buscar a Série A.
FICHA TÉCNICA
JUVENTUDE 2
Marcelo Carné; Luis Ricardo, Wellington, Emerson (Nery Bareiro - 20/1º) e Eltinho; João Paulo e Gustavo Bochecha (Everton - Int.); Capixaba, Renato Cajá (Neto - Int.) e Roberto (Rafael Grampola - Int.); Rogério (Matheuzinho - 25'/2º). Técnico: Pintado.
PONTE PRETA 1
Ygor Vinhas; Léo Pereira, Luizão, Wellington Carvalho e Guilherme Lazaroni; Barreto (Tiago Orobó - 24'/2º), Vinícius Zanocelo (Neto Moura - 37'/2º), Luan Dias (Guilherme Pato - 10'/2º) e Camilo (Moisés - 37'/2º); Bruno Rodrigues e Matheus Peixoto (Bruno Reis - 24'/2º). Técnico: Fabio Moreno.
Gols: Barreto, aos 5', Rogério, aos 6' e Rafael Grampola, aos 31' do 2º tempo.
Renda e público: Portões fechados.
Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS).
Juiz: Ronei Candido Alves (MG).
Cartões amarelos: Pintado, Wellington e Eltinho (JUV); Luan Dias, Luizão, Guilherme Lazaroni, Tiago Orobó, Bruno Rodrigues, Léo Pereira e Wellington Carvalho (PON)
 

Escrito por:

Carlos Rodrigues