Publicado 03/12/2020 - 06h00 - Atualizado 02/12/2020 - 14h32

Por Do Correio

Caminhões atravancam o trânsito

Reprodução

Caminhões atravancam o trânsito

MERCADÃO: ÊSTES CAMINHÕES, O PROBLEMA DE SEMPRE
Uma questão de hidráulica: existe o volume. Comprimido e deslocado, vai alojar-se em outra parte. Mas não desaparecerá simplesmente. Este é o problema dos caminhões de carga que através dos anos, estão se transformando na maior zona de conflito do trânsito de Campinas, principalmente na região do Mercado Municipal de escoamento do tráfego no sentido cidade-bairro entre Botafogo, Castelo, e parte do Guanabara. Primeiro, foram as diversas crises provocadas pelo superacumulo de caminhões nas praças bem próximas ao prédio do Mercado. O volume crescente de negociantes e produtores acabou fazendo com que a área toda entrasse num autêntico colapso viário. Mais recentemente porém, entrou em vigor uma portaria proibindo o estacionamento ali, a exceção dos horários próprios para comercialização.
 
ECONOMIA: BID AUMENTA AJUDA AO BRASIL
De agora em diante, a programação do BID para o Brasil será substancialmente elevada, segundo anunciaram hoje ao Ministro do Planejamento, Reis Veloso, membros da Missão do Banco Interamericano de Desenvolvimento. Segundo nota distribuída por aquele Ministério, os financiamentos do BID ao Brasil, que se mantinham num nível de 100 a 120 milhões de dólares anuais, poderão passar com a melhoria prevista a média de 220 a 250 milhões de dólares por ano, significando um total aproximado de US$ 600 milhões a US$ 800 milhões dos próximos três anos. O BID aumentará, sua participação relativa quanto aos empréstimos do tipo considerado suave, com prazos mais amplos e juros mais baixos.
 
PORTUGAL DARÁ MAIOR AUTONOMIA PARA ANGOLA
Portugal concederá uma maior autonomia de decisão as provindas de Angola e Moçambique, anunciou hoje o presidente do Conselho Português Marcelo Caetano. Caetano reafirmou a vontade de Portugal de continuar defendendo com a maior firmeza essas províncias. Marcelo Caetano, presidente do Conselho Português anunciou a concessão de uma mais ampla autonomia para os assuntos locais nas provincial de ultramar de Angola e Moçambique. Num discurso pro-nunciado perante a Assembléia Nacional Caetano pôs fim a certos rumores segundos os quais a reforma constitucional introduziria um sistema presidencial ao ressaltar a necessidade de manter um presidente da República e um presidente do Conselho.

Escrito por:

Do Correio