Publicado 22/11/2020 - 11h05 - Atualizado 22/11/2020 - 11h06

Por Estadão Conteúdo

Festa de 25 anos do festival será realizada em duas etapas, sendo que a próxima ocorrerá entre 25 de maio e 6 de junho de 2021

Diego Bresani/Divulgação

Festa de 25 anos do festival será realizada em duas etapas, sendo que a próxima ocorrerá entre 25 de maio e 6 de junho de 2021

Atingidos em cheio pela pandemia, não só as salas de teatro ficaram vazias em 2020. Os principais festivais de teatro do Brasil tiveram suas atividades interrompidas, uns no susto, outros pela duração da quarentena. Realizado sempre a partir de agosto, nos últimos anos, o Cena Contemporânea - Festival Internacional de Teatro de Brasília sentiu a ameaça da Covid-19, mas não perdeu 2020 de vista: a edição da mostra internacional vai reunir espetáculos em diferentes formatos entre os dias 1º e 11 de dezembro.
As novidades são muitas na edição. A começar pelo impacto da pandemia na produção do festival e na manutenção desta edição. "Tivemos que reorganizar parte do que já estava confirmado sem saber do futuro, mas também não queríamos cancelar tudo e perder a data dos 25 anos do festival", afirma Carmem Moretzsohn, que assina curadoria com Mariana Soares.
Entre os destaques, o grupo mexicano Lagartijas Tiradas al Sol estreia um espetáculo que traz no título um papo sobre a forma de se fazer teatro na pandemia. Cada vez que alguém diz isso não é teatro, se apaga uma estrela abre o festival com transmissão no site e no canal do YouTube.
Outro grupo frequentador do festival, o espanhol Agrupación Señor Serrano se inspira em Os Pássaros, filme de Alfred Hitchcock, para falar sobre imigração na Europa no espetáculo Birdie.
Na programação, o Cena também traz espetáculos ao vivo. Hibridity (Hibridismo), da companhia de dança Cocoodance cria uma fusão de movimentos do Muay Thai e passos do balé romântico. O espetáculo será transmito da cidade de Bonn, na Alemanha, no dia 5, às 17h (horário de Brasília).
Entre os espetáculos nacionais, os Clowns de Shakespeare lançam um pensamento sobre o impacto da pandemia para o teatro e a América Latina em Clã_Destin@, uma peça virtual para seis pessoas, por sessão. "É uma viagem ao lado do público, que fala de distâncias e da vida das pessoas", explica. Carmem.
Ao lançar sua festa de 25 anos, o Cena Contemporânea teve parte de sua estrutura mudada para encarar o período da pandemia. A programação da mostra será realizada em duas etapas. A próxima entre os dias 25 de maio e 6 de junho de 2021. "No próximo ano, o virtual vai nos acompanhar, mas com a chance de também ter projetos artísticos em ambientes abertos, como parques, praças", afirma. 

Escrito por:

Estadão Conteúdo