Publicado 25/11/2020 - 07h46 - Atualizado 25/11/2020 - 07h46

Por Gilson Rei

GM autua 558 pessoas por falta de máscara

Leandro Ferreira/AAN

GM autua 558 pessoas por falta de máscara

A Guarda Municipal de Campinas somou 558 autuações entre pancadões e falta de uso de máscaras durante a pandemia da Covid-19 em Campinas. Os guardas aplicaram 325 multas em cidadãos pela falta de máscara em locais públicos entre agosto e novembro. Além disso, a GM recolheu 233 veículos em pancadões desde março, início da pandemia.
O balanço divulgado ontem pelo comandante Márcio Frezarin revela que dentre as pessoas autuadas sem máscara, 53 pagaram a multa, totalizando R$ 5,3 mil. Além disso, 11 cestas básicas foram doadas no valor de R$ 100 cada uma, que somou mais R$ 1,1 mil.
No total, foram 64 multas quitadas chegando ao valor de R$ 6,4 mil - que foram repassados para a área da assistência social. As demais autuações que não foram pagas vão manter o nome das pessoas na dívida ativa do município.
Foram 233 veículos recolhidos por excesso de volume do som
Quanto aos pancadões, entre março a novembro, o total de chamados e denúncias foi de 2.740 ocorrências. As festas clandestinas em chácaras representaram um total de 440 ocorrências. A Lei do Pancadão, em vigor desde janeiro de 2015, proíbe o excesso de volume em carros, o que perturba o sossego público. A multa para o carro flagrado com som alto é de R$ 1.808,05.
A legislação dobra em reincidência e depois quadruplica. O proprietário do veículo tem que pagar as multas de trânsito, taxa do guincho e diárias de permanência no pátio.

Escrito por:

Gilson Rei