Publicado 29/11/2020 - 06h00 - Atualizado 27/11/2020 - 12h37

Por Do Correio

General Ernesto Geisel percorre obras da Replan

Reprodução

General Ernesto Geisel percorre obras da Replan

GEISEL: ESTA REFINARIA JÁ NASCEU GRANDE
"Esta refinaria já nasceu grande. E o importante é que sua criação e seu desenvolvimento foi planejado, ao contrário das demais existentes no País nas quais estamos constantemente sanando irregularidades. Na REPLAN não caímos nos mesmos êrros de construção daquelas, e assim sendo, cremos ser esta, embora ainda não esteja em funcionamento, uma das mais bem montadas da Petrobrás". As declarações foram proferidas ontem pelo general Ernesto Geisel, presidente da Petróleo Brasileiro S.A., oportunidade em que, acompanhando o Ministro Dias Leite, das Minas e Energia, visitou as obras da Refinaria do Planalto, a sexta unidade de refino da empresa brasileira. Dizendo que ainda não estamos no estágio autosuficiente em relação ao petróleo bruto, o general Geisel acredita que ainda falta muito para que o Brasil atinja esta fase.
 
ANÁLISE DO PLEITO DO DIA 15 EM CAMPINAS
Há versões diferentes com relação ao fracasso de candidatos de Campinas nas eleições realizadas a 15 último: uns atribuem-no ao volumoso número de votos em branco e nulos; outros consideram o fato como resultante da quantidade de candidatos disputantes na nossa região e existem os que acham que o motivo foi a notável evasão de sufrágios obtidos por nomes de fora.
 
NEGOCIAÇÕES HONESTAS COM O VIETNÃ
O Papa Paulo VI pediu hoje que se ponha fim a guerra do Vietnam como um meio de "trabalhar pela paz no mundo e pelo bem-estar de tôda a humanidade". Em dramática alocução, o Pontífice exortou a que "se busquem honestas e sinceras negociações" e implorou aos líderes mundiais "que evitem qualquer ato que possa prejudicar o clima de entendimento tão necessário ao êxito das atuais conversações" em Paris. Falando a 150 clérigos e seculares vietnamitas, o Papa disse-lhes estar certo de que sua pátria, hoje em guerra, sem dúvida, "teria melhores dias". Paulo VI, que está hospedado na residência do nuncio papal nas Filipinas, perguntou aos seus auditores: "Mas, direis, que faz o Papa para ajudar-nos a conseguir a paz tão esperada por todo o mundo?" "Meus queridos filhos e filhas — prosseguiu o Pontífice — fazemos tudo que está ao nosso alcance. Insistimos, em particular, na realização de negociações honestas e sinceras".

Escrito por:

Do Correio