Publicado 27/11/2020 - 06h00 - Atualizado 26/11/2020 - 14h57

Por Do Correio

Movimento nas obras da Replan

Reprodução

Movimento nas obras da Replan

PAULÍNIA, CIDADE ABERTA. ATÉ QUANDO?
Para o cidadão José Ribeiro, a morte é um assunto tratado quase que com indiferença. Ela é a consequência natural do risco que êle corre todos os dias, cumprindo uma tarefa que a sociedade aprendeu a compreender e respeitar: José Ribeiro é um policial militar, do 8.o Batalhão, sediado em Campinas. Ultimamente o soldado Ribeiro foi designado para o destacamento de Paulínia, uma cidade pequena em pleno desenvolvimento. O que aconteceu na manhã de quarta-feira, já era um fato esperado, que superou a expectativa. Naquela manhã, José Ribeiro foi golpeado a marteladas por Edmundo Francisco dos Santos, um baiano forte de 32 anos. Já no chão, o policial ainda recebeu dois tiros. Na mesma ação, o companheiro de equipe de Ribeiro, soldado Oliveira, foi também baleado. E Edmundo teria conseguido evadir-se, não fosse a colaboração de alguns operários contratados pelas empresas que constroem a Refinaria do Planalto para a Petrobrás.
 
TRENS DIRETOS ENTRE A CIDADE DE SANTOS E JUNDIAÍ
O Serviço de Relações Públicas da Rede Ferroviária Federal in-formou hoje que a partir do dia 1.o de dezembro estarão em funcionamento, aos domingos e feriados, trens diretos entre Jundiaí e Santos, composto de carros de aço. As paradas serão as seguintes: Varzea Paulista, Campo Limpo, Francisco Morato, Perus, Lapa, São Paulo, Brás, Santo André, Ribeirão Pires, Paranapiacaba e Piassaguera. Os horários são os seguintes: ida - Jundiaí às 5 e 34 (Partida); Santos às 8 e 34 (chegada); volta - Santos às 18 e 5 (Partida); Jundiaí às 21 e 17 (chegada).
 
BOMBARDEIOS AMEAÇAM CONVERSAÇÕES DE PAZ
O Vietnã do Norte advertiu hoje que os "atos de provocação" por parte do governo de Nixon são uma crescente ameaça as conversações de paz de Paris. Contudo. não serão tomadas medidas de represália contra os prisioneiros norte-americanos em poder de Hanoi. Em entrevista de uma hora a imprensa, Nguyen Tanh Le, porta-voz da delegação Norte-Vietnamita, denunciou com veemência os bombardeios norte-americanos de fim de semana contra o Vietnã do Norte, mas não mencionou a ação de comandos aerotransportados contra o acompanhamento de prisioneiros de Son Tay. Thanh Le recusou-se mesmo a reconhecer que houve ocorrido o ataque a Son Tay.

Escrito por:

Do Correio