Publicado 28/10/2020 - 13h30 - Atualizado 28/10/2020 - 13h31

Por Estadão Conteúdo


AFP

Sem jogadores se atirando um por cima dos outros ou banhos de champanhe, mas com máscaras nos rostos, o Los Angeles Dodgers celebrou, na noite de terça-feira, o título da World Series, a decisão da MLB. O time não ganhava a liga de beisebol dos Estados Unidos desde 1988, com a conquista vindo em uma temporada que ninguém poderia ter imaginado antes da pandemia do coronavírus.
Os Dodgers também começaram a festa sem Justin Turner, sua estrela ruiva e barbuda, que testou positivo para a covid-19 antes do jogo que selou a coroação. Ele foi retirado do duelo em que os time de Los Angeles venceu o Tampa Bay Rays por 3 a 1, em Arlington, no Texas, após testar positivo para o coronavírus e não estava em campo enquanto os Dodgers faziam o que podiam para celebrar o título de uma incomum temporada, abreviada a 60 jogos por causa da pandemia.
Aos 35 anos, Turner, uma presença icônica dos Dodgers durante a conquista de sete de seus oito títulos consecutivos na Divisão Oeste da Liga Nacional, voltou a campo com sua esposa depois de cerca de uma hora após o jogo, e tirou fotos com o troféu da World Series. Ele ainda sentou-se na frente dos colegas de time para uma foto.
Para serem coroados novamente, os Dodgers tiveram que jogar 5 014 jogos da temporada regular e 114 dos playoffs. E o título veio apenas duas semanas e meia após os Lakers ganharem o título da NBA na final disputada em uma "bolha" em Orlando. Assim, os Dodgers deram a Los Angeles um novo campeonato em um ano no qual a pandemia do coronavírus afetou a temporada das principais ligas esportivas dos Estados Unidos.
Os outros títulos dos Dodgers foram conquistados em 1955, 1959, 1963, 1965, 1981 e 1988. Mais recentemente, havia perdido as decisões de 2017 e 2018 para Houston Astros e Boston Red Sox, respectivamente. Mas na noite de terça fechou em 4 a 2 a série contra os Rays, que nunca foram campeões da MLB, também tendo sido vices em 1998.
Em sua campanha, os Dodgers tiveram a melhor campanha geral, com 43 triunfos em 60 jogos. Depois, nos playoffs passou por Milwaukee Brewers (2 a 0), San Diego Padres (3 a 0) e Atlata Braves (4 a 3), antes de triunfar na decisão, em que Corey Seager foi consagrado MVP.

Escrito por:

Estadão Conteúdo