Publicado 25/10/2020 - 20h45 - Atualizado 25/10/2020 - 20h46

Por Carlos Rodrigues


Guarani FC

O Guarani ampliou a sequência positiva e manteve o embalo na Série B do Brasileiro ao bater o Avaí por 2 a 1, na noite deste domingo, no Estádio Brinco de Ouro, em partida válida pela 18ª rodada - a penúltima - do primeiro turno. Com gols do artilheiro Junior Todinho no primeiro tempo e de Romércio na etapa final - Alan Costa descontou - o Bugre chegou ao quarto jogo de invencibilidade - com três vitórias e um empate - e segue em alta no comando do técnico Felipe Conceição.
Agora com 21 pontos, a equipe alviverde ganha algumas posições, sobe momentaneamente para a 13ª posição e se descola um pouco da zona de rebaixamento. Agora, o time terá a semana toda de preparação, afinal volta a campo apenas no domingo da semana que vem, contra o Juventude, em Caxias do Sul.
Com duas novidades na equipe titular - Romércio substituiu o lesionado Didi e Rafael Costa ganhou a vaga de Giovanny -, o Guarani demorou para pegar no breu no primeiro tempo. O jogo começou corrido e com o Avaí apostando muito nas bolas longas para surpreender a defesa bugrina. Aos 4', o lançamento encontrou Gaston, a bola passou por Valdivia e chegou a Pedro Castro, que bateu para ótima defesa de Gabriel Mesquita. Os donos da casa responderam aos 8', quando Rafael Costa recebeu cruzamento e parou em Glédson.
As duas equipes encontravam espaços nas defesas adversárias e, assim criavam oportunidades. Getúlio, aos 21', avançou sem marcação e bateu com perigo, à esquerda da meta. Já o Guarani chegou mais uma vez pelo alto aos 28'. Lucas Crispim bateu escanteio e Romércio quase fez de cabeça.
A partir dos 30', o Guarani conseguiu se ajustar defensivamente, aumentou o ritmo e a intensidade, e cresceu na partida. E a melhora resultou no primeiro gol, aos 34', numa bela trama ofensiva, mas com uma boa dose de confusão na jogada. Lucas Crispim recebeu pela direita, fez o passe e Rafael Costa bateu para defesa de Glédson. O atacante ainda conseguiu pegar o rebote, a bola subiu e Junior Todinho ganhou a disputa para empurrar para o fundo da rede: 1 a 0.
O Guarani ficou perto de ampliar o placar ainda na etapa inicial. Aos 41', Renanzinho fez boa jogada pela esquerda e achou Arthur Rezende. O meio-campista arrumou o corpo, bateu firme e Glédson se esticou todo.
O segundo tempo começou com o Avaí mais ligado. Os visitantes trabalhavam mais a bola em busca de espaço, enquanto o Guarani esperava um contra-ataque. Aos 9', Pedro Castro recebeu com liberdade, arriscou de fora da área e Gabriel Mesquita foi buscar. Lá na frente, o Bugre perdeu boas oportunidades, como com Renanzinho, aos 14' e depois Junior Todinho, aos 19', em finalizações cruzadas e que passaram muito perto.
O tempo ia passando e o Avaí parecia mais inteiro no jogo, enquanto Felipe Conceição abriu mão de fazer as cinco substituições que tinha direita. No momento em o jog estava complicado, o alviverde marcou o segundo, aos 32'. Arthur Rezende cobrou escanteio pelo lado esquerdo, Lucas Frigeri ficou no meio do caminho e Romércio tocou de cabeça para fazer.
Parecia tudo liquidado, mas os catarinenses não entregaram os pontos e descontaram aos 40'. Renatinho bateu escanteio fechado e acertou o travessão. No rebote, Jonathan ajeitou e Alan Costa completou. O gol fez o jogo pegar fogo no fim, mas o Guarani conseguiu segurar a tentativa de pressão final para comemorar a terceira vitória seguida no Brinco de Ouro.
FICHA
GUARANI
Gabriel Mesquita; Pablo, Walber, Romércio e Erick Daltro; Bruno Silva; Renanzinho (Eliel - 44'/2º), Eduardo Person (Arthur Rezende - 27'/1º), Lucas Crispim e Junior Todinho; Rafael Costa (Bruno Sávio - 32'/2º). Técnico: Felipe Conceição.
AVAÍ
Glédson (Lucas Frigeri - Int.); Iury (Felipe - 17'/2º), Betão, Alan Costa e João Lucas; Ralf (Jonathan - 17'/2º) e Luan Silva; Pedro Castro (Renatinho - 28'/2º), Valdivia e Getúlio; Gaston Rodriguez (Ronaldo - 28'/2º). Técnico: Geninho.
Gols: Junior Todinho, aos 34' do 1º tempo; Romércio, aos 32' e Alan Costa, aos 40' do 2º tempo.
Renda e público: Portões fechados.
Local: Estádio Brinco de Ouro.
Juiz: Marielson Alves Silva (BA).
Cartões amarelos: Pablo (GUA); Luan Silva, Alan Costa e Zé Marcos (AVA)

Escrito por:

Carlos Rodrigues