Publicado 24/10/2020 - 06h31 - Atualizado 24/10/2020 - 06h31

Por Maria Teresa Costa


O vídeo publicado por Artur Orsi (PSD) ao lado do presidente Jair Bolsonaro, na cerimônia de abertura da primeira linha de Luz Sirius, em Campinas, já rendeu uma ação de investigação eleitoral visando a cassação do registro de sua candidatura. O PTB entrou com o pedido na Justiça Eleitoral ontem, por abuso de poder político e de conduta vedada a candidatos. O advogado do PTB, Henrique Casarotto, diz que candidatos não podem participar de eventos públicos, e que o vídeo serviu para promover sua candidatura de forma indevida.
Encontro casual
A campanha de Orsi informou que ele não participou do evento e que o encontro com o presidente Bolsonaro ocorreu fora do prédio onde a cerimônia foi realizada e que, por isso, o vídeo postado pelo candidato nas redes sociais não pode ser configurado abuso de poder político e nem como forma de promover sua candidatura de forma indevida. O encontro, segundo a campanha, foi casual, e que apoiadores levaram o presidente até ele.
Poucas chances
A Justiça Eleitoral tirou Hélio de Oliveira Santos (PDT) da disputa eleitoral, mas como é decisão em primeira instância, cabe recurso. Ele vai recorrer ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), mas o presidente da Comissão de Direito Eleitoral da OAB-Campinas, Valdemir Reis, acha remotas as chances de sucesso, por causa da quantidade de causas de inelegibilidade acolhidas na sentença e suas fundamentações.
Vereadores
A Justiça Eleitoral deferiu, até ontem, o registro de 799 candidatos a vereador para a disputa eleitoral deste ano. No total, 942 pessoas pediram registro para se candidatar a uma das 33 vagas no Legislativo campineiro.
Registro
Dos 29 vereadores de Campinas que concorrem à reeleição, 26 já tiveram os registros das candidaturas deferidos.
Esperando
Aguardam deliberação da Justiça Eleitoral os parlamentares Campos Filho (Podemos), Jorge Schneider (PL) e Vinicius Gratti (PP).
Paulínia
Onze dos 12 vereadores de Paulínia que concorrem à reeleição em novembro, conseguiram registro da Justiça Eleitoral para disputar. Apenas José Soares (Republicanos) aguarda decisão da Justiça.
Vacina
O prefeito Jonas Donizette (PSB) disse ontem que não vai obrigar ninguém a tomar vacina contra a Covid-19, quando houver um imunizante com eficácia comprovada. Ele é contra a obrigatoriedade, mas disse que vai recomendar à população que se vacine.
Recurso
O presidente do PMN de Campinas, Ahmed Tarique, informou que vai recorrer da sentença da Justiça Eleitoral que homologou a chapa do PSD, que tem Artur Orsi como candidato a prefeito e Capitão Pereira, a vice. Ele havia pedido a impugnação das candidaturas, com o argumento de o PSD ter cometido falsidade ideológica na ata da convenção do partido, mas a denúncia foi rejeitada.
Câmara devolve recursos
Câmara de Campinas vai devolver mais cerca de R$ 10 milhões à Prefeitura, parte do duodécimo a que tem direito no orçamento municipal e a verba será utilizada para custear mais dois meses do Cartão Nutrir. Esse benefício, no valor de R$ 94,00, pode ser usado na compra de alimentos e material de higiene por famílias em situação de vulnerabilidade. Com o valor, as devoluções chegam a mais de R$ 24 milhões doados ao executivo neste ano para ações de combate e minimização dos impactos do coronavírus.
Maria Teresa Costa, jornalista.

Escrito por:

Maria Teresa Costa