Publicado 28/10/2020 - 08h00 - Atualizado 28/10/2020 - 08h00

Por Da Agência Anhanguera

A Polícia Federal vai utilizar dois drones para monitorar as eleições em Campinas

Wagner Souza/AAN

A Polícia Federal vai utilizar dois drones para monitorar as eleições em Campinas

A Polícia Federal (PF) anunciou ontem que vai utilizar drones para monitorar as eleições em Campinas. De acordo com o delegado Edson Geraldo de Souza, os equipamentos vão sobrevoar as principais zonas eleitorais da cidade durante o 1º e o 2º turnos para auxiliar no trabalho de combate a crimes eleitorais, como boca de urna, aglomerações, transporte de eleitores, campanha irregular.
Serão dois aparelhos que farão vistorias e captação de imagens, nas áreas de maior concentração de eleitores. As eleições para a escolha de prefeito e vereadores acontecem no dia 15 de novembro. Campinas poderá ter 2º turno e, se isso ocorrer, será no dia 29 de novembro.
O drone vai estar a cerca de 1,5 mil metros de altura e poderá abranger uma área de cerca de 4,5 km. Segundo o delegado, ainda que os policiais não consigam chegar a tempo na ocorrência, as imagens captadas pelos equipamentos têm definição capaz de identificar pessoas e reconhecer até placas de carros.
"O drone tem uma facilidade muito grande de deslocamento e vai nos permitir a fiscalização sem a necessidade do uso de policiais, num primeiro momento", diz o delegado. As equipes estruturadas de policiamento também farão o trabalho, mas poderão ser acionadas com maior eficiência e rapidez caso as imagens dos drones captem algum tipo de irregularidade, aposta o delegado.
Logo depois da captação, as imagens serão encaminhadas para as equipes estruturadas, que poderão iniciar uma investigação com elementos mais claros em mãos.
Eleitorado
O eleitorado de Campinas subiu 2,6% este ano. Nas eleições de 2016, tinha 822.044 e agora está em 843.433. Campinas segue como a segunda cidade do Estado, fora a Capital, com maior número de pessoas aptas a votar. Perde para Guarulhos, com 872.880. Em novembro, os campineiros elegerão além do prefeito e vice, 33 vereadores - em 2016, a cidade reelegeu 23.
Por conta da pandemia, o TSE adotou um protocolo a ser aplicado no dia da eleição. Todas as seções eleitorais terão álcool em gel para limpeza das mãos dos eleitores antes e depois da votação, e os mesários receberão máscaras.
A Justiça Eleitoral orienta o eleitor a permanecer de máscara desde o momento em que sair de casa e que evite contato físico com outras pessoas. Além disso, pede para que a pessoa não fique no local de votação além do necessário.
Além da máscara, se possível, cada eleitor deve levar sua própria caneta para assinar o caderno de votação.

Escrito por:

Da Agência Anhanguera