Publicado 27/10/2020 - 08h13 - Atualizado 27/10/2020 - 08h13

Por Gilson Rei

Por dia, a partir da próxima terça-feira, serão realizados 64 testes de Covid-19, em dois pontos da cidade, para facilitar o acesso dos motociclistas

Cedoc/RAC

Por dia, a partir da próxima terça-feira, serão realizados 64 testes de Covid-19, em dois pontos da cidade, para facilitar o acesso dos motociclistas

Dois mil e duzentos motociclistas que trabalham nos serviços de entrega em Campinas poderão realizar testes gratuitos de Covid-19 pela Secretaria de Saúde, a partir do próximo dia 3 de novembro. O prefeito Jonas Donizette (PSB) informou sobre a testagem em massa ontem, durante live em rede social.
O inquérito sorológico é uma demanda do Ministério Público do Trabalho, que a Prefeitura de Campinas vai realizar em parceria com o laboratório Hilab, assim como aconteceu nos inquéritos realizados nas secretarias de Saúde, Educação e Segurança. "A categoria foi escolhida porque as pessoas desse tipo de atividade estão potencialmente expostas à contaminação pelo vírus", afirmou Jonas. "O teste é gratuito e não é obrigatório. O trabalho passará uma realidade sobre a situação dos entregadores, uma categoria que foi bastante acionada neste período", afirmou o prefeito.
"São dois locais centrais para que eles cheguem com mais facilidade e sejam atendidos rapidamente. Faremos um cadastro simples e depois a coleta do exame", disse o secretário de Saúde Carmino de Souza. A Secretaria de Saúde contará com a ajuda de estudantes e professores de enfermagem de cinco escolas técnicas e universidades.
Os 2,2 mil profissionais deverão ser testados após agendamento e a expectativa é que o trabalho seja feito em pelo menos quatro semanas, podendo se estender até 18 de dezembro. Segundo Jonas, serão agendados 64 testes por dia. Cinco escolas técnicas vão auxiliar no processo, com a disponibilização de estudantes de diversas áreas técnicas para contribuir no atendimento e na logística.
Os motoboys interessados em participar devem agendar os testes pelo telefone 160. Os agendamentos terão início amanhã. Ao todo, serão realizados diariamente 32 testes na sede do Cerest (Av. Prefeito Faria Lima, 680) e 32 testes na Policlínica 2 (Francisco Glicério, 1.477, esquina com Rua Barreto Leme). Segundo o prefeito, a divulgação da testagem será feita pelo Ministério Público do Trabalho junto às empresas em que os motociclistas atual.
O profissional que agendar deverá comparecer ao local e fazer um teste rápido, por meio de exame de sangue, que vai detectar se produziu anticorpos contra o coronavírus - recentemente ou há mais tempo. A plataforma Hilab fará a leitura da gota de sangue e enviará dos dados para uma central. O resultado é conhecido em 15 minutos ou 20 minutos e a pessoa testada recebe o resultado no e-mail ou no celular.

Escrito por:

Gilson Rei