Publicado 11/10/2020 - 06h00 - Atualizado 09/10/2020 - 15h26

Por Do Correio

Alunos  visitam o Correio Popular

Reprodução

Alunos visitam o Correio Popular

ESTUDANTES PAULISTANOS VISITAM O "CORREIO"
Campinas recebeu, na manhã de ontem, a visita de uma caravana de alunos do Colégio Estadual "Alexandre Von Humboldt", de Vila Anastácio, junto à Lapa, na capital. Trinta e cinco estudantes da segunda série Colegial, sob a direção e orientação do professor Wilson Bueno, catedrático de Ciências daquele estabelecimento, aliás membro dos mais prestigiosos do corpo docente que ali trabalha no esfôrço de realizar as novas metas do ensino. Observação interessante é que o professor Wilson Bueno não só é campineiro, mas foi, durante muito anos, aluno do antigo Colégio "Ateneu Paulista", ainda nos áureos tempos daquela saudosa escola. O objetivo da caravana foi, essencialmente, conhecer e estudar a Faculdade de Tecnologia de Alimentos da Universidade de Campinas.
 
MÉDICI DÁ AUDIÊNCIA A AUTORIDADES PARAENSES
O presidente da República, general Emílio Garrastazu Médici, concedeu audiências na manhã de hoje, no palácio "Lauro Sodré" aos membros dos poderes legislativo e judiciário, do Tribunal de Justiça, do Tribunal de Contas, do Tribunal Regional do Trabalho, aos prefeitos municipais, ao corpo consular, às classes produtoras e autoridades eclesiásticas, aos representantes dos trabalhadores e ao reitor da Universidade Federal do Pará; que se fazia acompanhar do Conselho Univeritário. As audiências tiveram a duração de uma hora e trinta minutos. O presidente da República chegou às 9 horas a sede do executivo paraense, acompanhado do governador Alacide Nunes.
 
INUNDAÇÕES CAUSAM PÂNICO EM GÊNOVA
A cidade e o pôrto de Gênova ressurgiam hoje da lama e dos escombros deixados pelas catastróficas inundações desta semana, novo testemunho da trágica vulnerabilidade da Itália a tais desastres. Todos os anos, no outono, esta nação é açoitada por inesperadas tormentas que causam danos e vítimas. O transbordamento do rio Bisagno na quinta-feira última provocou inundações que deixaram mais de 30 Mortos e danos materiais avaliados em milhões de dólares. A catástrofe de Gênova prova uma vez mais a vulnerabilidade da península italiana a essas calamidades naturais.

Escrito por:

Do Correio