Publicado 04/10/2020 - 06h00 - Atualizado 02/10/2020 - 15h25

Por Do Correio

D. AIbertina (ao centro), comemora cem anos

Reprodução

D. AIbertina (ao centro), comemora cem anos

CENTENÁRIO DE ILUSTRE BENEMÉRITA CAMPINEIRA
O dia de amanhã marca o centenário de dona Albertina Bierrenbach de Castro Prado, benemérita que se destacou em diversas obras sociais e filantrópicas, tendo recebido inclusive o título de Irmã Benemérita da Santa Casa local. Dona Albertina é filha de João Antonio Bierrenbach, introdutor da indústhia nesta cidade, há um século e duas décadas. É neta paterna de João Bierrenbach e da profa. Bárbara Raufmann. Pelo seu avô, é bisneta do artista-escultor Jorge Bierrenbach. A mãe de dona Albertina, Maria Clementina Bueno Bierrenbach, considerada na sociedade campineira, era filha de Vicente Ferreira da Silva Bueno, bacharel em Direito pela Faculdade do Largo São Francisco em 1838, juiz de Direito em Campinas e outras cidades, desembargador do Tribunal de Relação do Rio de Janeiro, cavaleiro da Ordem de Cristo e parlamentar de grande prestígio, de quem dona Albertina descende de Amador Bueno.
 
MUNICÍPIO OFICIALIZA  O "DIA DO MÉDICO"
Está marcada para amanhã, com início às 20 horas, mais uma reunião do Legislativo campineiro, a 60 a do corrente ano, de cuja ordem do dia figura em pauta, na sua 2.a discussão, o projeto de lei, originário do Chefe do Executivo e que abre o crédito especial no valor de um mil cruzeiros para atender despesas decorrentes das comemorações do "Dia do Médico" em Campinas, o que implica em afirmar uma oficialização do Município à efeméride, levando em conta ser a nossa cidade um centro hospitalar de primeira plana no País e dado o elevado número de conceituados profissionais que possui, procurados por enfermos de outras localidades e de outros Estados.
 
IMINENTE LIBERTAÇÃO DO CÔNSUL GOMIDE
O cônsul brasileiro Aloisio Dias Gomide, sequestrado pelos "Tupamaros" há 64 dias, seria libertado nas próximas horas, afirmou hoje o matutino "El Dia" citando como fonte a Embaixada do Brasil no Utuguai. O embaixador brasileiro Luís Bastian Pinto negou-se a confirmar a versão, porém, entretanto, deixou transparecer certo otimismo. Telefonemas anônimos recebidos, esta madrugada, na representação diplomática, acrescentou o jornal, asseguraram que Dias será libertado.

Escrito por:

Do Correio