Publicado 21/09/2020 - 15h01 - Atualizado 21/09/2020 - 15h13

Por Daniela Nucci

A maquiagem de Adriane Galisteu destacou o olhar, mas nada pesado, e
combinou bem com uma máscara estampada

Divulgação

A maquiagem de Adriane Galisteu destacou o olhar, mas nada pesado, e combinou bem com uma máscara estampada

Com o uso obrigatório das máscaras em locais públicos para se proteger da Covid-19, o olhar ganhou destaque na maquiagem, expressando o estilo e personalidade. Segundo o maquiador e designer de sobrancelhas, Henry Albertin, este é o momento certo para dar up nos cuidados básicos da pele. “Mesmo com a máscara, é possível sentir-se mais bonita. A pele deve estar bem cuidada. É importante o uso de protetor solar, sem cor para não manchar a máscara e devido a sua durabilidade, e que tenha uma absorção mais rápida pela pele, com textura mais seca. É bom evitar também base, batom, blush e iluminadores abaixo da linha do nariz”, diz o maquiador.
Quando o assunto é maquiagem, os olhos e também as sobrancelhas viram os protagonistas. “Um bom designer de sobrancelhas já é 99% salvador da situação! E no dia a dia, aparar os fios, mesmo em casa, e usar um lápis ou sombra para as sobrancelhas, já deixa com um olhar acima da máscara muito mais encantador”, diz Albertin.
Para completar, o expert indica corretivo nas olheiras, máscaras para valorizar os cílios e delineados poderosos. “O delineado gatinho é uma tendência forte. O traço preto é o mais popular, porém as mais ousadas podem apostar nos brancos, coloridos e formatos diferentes”, diz Albertin. O lápis preto é outro aliado da beleza. “Ele valoriza muito o olhar. Pode ser usado na linha d’água, que é dentro dos olhos, ou embaixo dos olhos. Para as pessoas de olhos pequenos é indicado usar o lápis contornando por fora para abrir o olhar. Já quem tem olhos grandes é ao contrário. Recomendo usar o lápis preto na linha d’água, na parte de dentro, para poder fechar o olhar”, diz o maquiador.
Mas ele recomenda, para quem gosta de usar sombra, mais cuidado para não carregar no visual. “Se usar uma sombra colorida ou com brilho, pega leve com a máscara, opte por uma lisa ou sem estampa. Novos dias, novos hábitos”, completa o especialista, que faz um alerta. “Fique sempre atenta à validade dos seus produtos”.
Região dos olhos e testa vira alvo de procedimentos estéticos
Com o uso indispensável das máscaras, a região dos olhos ganha destaque e já é motivo para buscas por tratamentos estéticos que valorizem o olhar. “Procedimentos e cirurgias que favoreçam o terço superior da face, como olhos e testa, é uma tendência que estamos percebendo nesse tempo de Covid-19”, diz o cirurgião plástico e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBPC), Fernando Amato. O especialista detalha as principais cirurgias para a região dos olhos:
Toxina Botulínica – Por meio de aplicação, o procedimento reduz e previne o aparecimento de rugas de expressão nos músculos faciais, principalmente nas regiões dos olhos (pés de galinha), testa ou no espaço entre as sobrancelhas. Já é possível notar o efeito a partir do 2º, 3º dia após a aplicação e é recomendado que seja repetida em intervalos entre quatro a seis meses.
Blefaroplastia – É a cirurgia plástica das pálpebras. Ela pode ser feita por meio da ressecção de pele em excesso, retirada, reposicionamento e até enxerto de gordura. Pode estar associada a alguma correção de deformidade, entre elas a ptose palpebral.
Lifting Frontal - Também conhecido como elevação da testa, o lifting frontal tem como objetivo diminuir as rugas e reposicionar tecidos, principalmente a sobrancelha para harmonização da face. Esse procedimento é indicado para quem está incomodado com as linhas de expressão ou outros sinais de envelhecimento na região superior do rosto. Esse tratamento também pode incluir toxina botulínica, preenchimento e fios de sustentação.

Escrito por:

Daniela Nucci