Publicado 18/09/2020 - 13h53 - Atualizado // - h

Por Estadão Conteúdo


AFP

Negociado para ser o novo reforço do Liverpool na temporada 2020/2021, o brasileiro naturalizado espanhol Thiago Alcântara se despediu nesta sexta-feira do Bayern de Munique e agradeceu ao clube e aos torcedores pelos sete anos vividos na Alemanha. Em vídeo publicado nas redes sociais, o volante conta que tomou a decisão mais difícil de sua carreira.

"Sim. Tomei a decisão mais difícil da minha carreira. Encerro um capítulo neste maravilhoso clube que me fez crescer como jogador durante sete anos. Vitórias, glória e também tempos difíceis, mas o que me deixa com mais orgulho é que cheguei a Munique como um jogador jovem, cheio de sonhos, e agora saio completamente satisfeito com o clube, a história e a cultura", afirmou Thiago Alcântara.

Para contratar o meio-campista de 29 anos, o Liverpool vai desembolsar 20 milhões de libras (R$ 135 milhões), além de um bônus de 5 milhões de libras (R$ 33 milhões), dependendo do desempenho do time na Liga dos Campeões da Europa.

Um dos destaques na campanha da conquista do Bayern de Munique na última edição da Liga dos Campeões, ao derrotar o Paris Saint-Germain na decisão, Thiago Alcântara vai assinar um contrato por quatro temporadas. E vai receber o número 6, o mesmo que utilizava na Alemanha.

O brasileiro naturalizado espanhol, que é filho do tetracampeão mundial Mazinho, é o segundo reforço do Liverpool para esta temporada. O atual campeão inglês havia contratado o lateral-esquerdo grego Kostas Tsimikas, do Olympiakos, por 12 milhões de libras (R$ 81 milhões).

Formado no Barcelona, Thiago Alcântara chegou ao Bayern de Munique em 2013 como um pedido do espanhol Pep Guardiola, treinador que o havia treinado também no clube catalão. Em solo alemão, conquistou sete títulos nacionais, sendo o último deles na temporada passada, quando o time levantou a tríplice coroa (além do Campeonato Alemão, levou a Copa da Alemanha e a Liga dos Campeões).

"Aqui aprendi a amar a tradição. Experimentei momentos fantásticos nesta cidade e na Allianz Arena. Com minha família bávara, que me tratou muito bem e me quis em cada segundo. Minha decisão (de sair) é puramente pela razão esportiva como jogador de futebol. Quero novos desafios para me desenvolver ainda mais. Bavária será para sempre a minha casa. Obrigado, Bayern!", finalizou.

Escrito por:

Estadão Conteúdo