Publicado 18/09/2020 - 12h51 - Atualizado 22/09/2020 - 11h32

Por Maria Teresa Costa


Cedoc / RAC

Cerca de 8 mil profissionais da área da Educação serão testados antes do retorno às aulas, marcado para o dia 7 de outubro. O prefeito Jonas Donizette (PSB) informou que os testes começarão a ser aplicados em professores e funcionários da rede pública e de empresas terceirizadas que retomarão as atividades em outubro, quando está previsto o retorno dos alunos do 5º e 9º ano do ensino fundamental.
Assim como ocorreu no inquérito sorológico, serão aplicados testes rápidos, a partir da próxima semana, que detectam se a pessoa teve contato com o vírus recentemente ou há mais tempo – o teste identifica presença de anticorpos. O resultado fica pronto em 15 minutos, e o profissional recebe o resultado por e-mail ou SMS.
Não há previsão de testagem em alunos. A investigação não ocorrerá em professores e outros profissionais da Educação que integram o chamado grupo de risco, como maiores de 60 anos e que possuam comorbidades, porque eles não retomarão o trabalho em outubro.

Escrito por:

Maria Teresa Costa