Publicado 03/09/2020 - 16h42 - Atualizado // - h

Por Gilson Rei


Cedoc/RAC

Campinas registrou hoje mais seis mortes por Covid-19 e totalizou 1.053 vidas perdidas pela doença desde março deste ano. O volume de mortes equivale a quatro tragédias de Brumadinho (MG) no mesmo período na cidade

Dentre os que foram acometidos fatalmente pela Covid-19 –estavam duas mulheres e quatro homens. Todos tinham mais de 60 anos, sendo duas pessoas maiores de 80 anos; três de 70 a 79 anos; e uma entre 60 e 69 anos. Vale destacar que duas pessoas não tinham outras doenças.

Campinas contabilizou também 28.830 casos confirmados, sendo 394 contaminados a mais em um dia. A Prefeitura divulgou que 582 casos estavam em investigação, um a mais em relação a ontem (02/09).

Foram descartados 56.534 casos em Campinas neste período, um volume 1.393 superior ao registrado ontem (02/09). Além disso, a Prefeitura informou que 17 óbitos estão em investigação. Ao todo foram 27.003 pessoas recuperadas no período na cidade. Os dados revelaram, ainda, que estão internadas com Covid-19 um total de 325 pessoas na cidade e que 449 continuam em isolamento domiciliar.

Leitos
Campinas registra hoje um índice de 73,39% de ocupação nos leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) nas redes pública e particular. Ao todo, 251 leitos estão ocupados e 91 leitos estão livres.

Os leitos estão divididos da seguinte forma: SUS Municipal (hospitais Mario Gatti e Ouro Verde): 149 leitos, dos quais 109 ocupados, equivalendo a 73,15% e correspondendo a 40 leitos livres.

No SUS Estadual (AME + HC da Unicamp), existem 69 leitos, dos quais 49 ocupados, correspondendo a 71,01% e representando 20 leitos vagos. Já na rede particular existem 124 leitos, dos quais 93 ocupados, equivalendo a 75% do total. Existem hoje nesta rede 31 leitos livres.

Escrito por:

Gilson Rei