Publicado 29/09/2020 - 16h00 - Atualizado // - h

Por Da Agência Anhanguera


Wagner Souza/AAN

"Tomando esse cuidado, essa região toda poderá, sim, ser beneficiada com uma nova etapa, seguindo para o campo verde", concluiu o governador João Doria

O governador João Doria (PSFB) admitiu nesta terça-feira (29), em entrevista coletiva em Hortolândia, que a região de Campinas poderá ser beneficiada com a inclusão na Fase Verde do Plano São Paulo, a partir da reclassificação que deverá ser anunciada no dia 9 de outubro. Segundo ele, a região tem apresentado índices sanitários animadores e que isso pode levar a região a avançar.
“O índice de ocupação de leitos de UTI para pacientes Covid é de 39,5%, o mais baixo desde o início da pandemia. E esse é um índice muito importante. Temos ainda, redução no número de casos e no número de mortes”, avaliou o governador. “Por isso tenho alertado os prefeitos para que mantenham um rigoroso controle na vigilância sanitária e peçam para as pessoas continuem evitando aglomerações e que usem máscara”, disse.
“Tomando esse cuidado, essa região toda poderá, sim, ser beneficiada com uma nova etapa, seguindo para o campo verde”, concluiu o governador, referindo-se à penúltima faixa Plano SP, que tem menos restrições às atividades econômicas.
O secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, por sua vez, disse que diante de uma melhora dos índices, o Estado começa a se preparar para a retomada das cirurgias eletivas nos hospitais estaduais.
Segundo ele, com uma redução acentuada nas internações por Covid que está se verificando, o Estado começa agora a pensar no retorno das cirugias eletivas. Ele afdirmou que no próximo final de semana, a secretaria de Saúde vai iniciar uma programação para a retomada desse procedimento.

Leitos Campinas
A cidade de Campinas conta nesta terça-feira, com 277 leitos de UTI exclusivos para pacientes com Covid-19 nas redes pública e particular. Deste total, 179 estão ocupados, o que corresponde a 64,62%. Há 98 leitos livres somando as redes pública e particular.
A pressão maior se deu na rede particular, com 70,97% de ocupação . De um total de 93 leitos, 66 estavam ocupados.
No SUS Municipal a ocupação era menor: 121 leitos, dos quais 80 estão ocupados, o que equivale a 66,11%. No Hospital Ouro Verde, 10 leitos estão voltando a ser UTI da Unidade de Cirurgia ambulatorial, ou seja, para pacientes não-Covid.
Já no SUS Estadual (AME + HC da Unicamp) o índice de ocupação foi de 52,38%: 63 leitos, dos quais 33 estão ocupados.

Escrito por:

Da Agência Anhanguera