Publicado 13/08/2020 - 06h00 - Atualizado 12/08/2020 - 14h49

Por Do Correio

Trecho da 13 proibido

Reprodução

Trecho da 13 proibido

 RUA 13: OUTRO TRECHO PROIBIDO A VEÍCULOS
Embora tenha entrado em vigor ontem a portaria da Delegacia de Transito, proibindo o trafego de veículos na rua 13 de Maio, trecho entre Senador Saraiva e Ernesto Kulmann, somente dentro de mais alguns dias é que se poderá chegar a uma conclusão se a medida, para o comércio e para o próprio público, é benéfico. Acontece que o trecho delimitado pela DST encontra-se atualmente em obras, com serviços de pavimentação, não podendo assim servir ainda para a experiência. Sabe-se que o DET antes de baixar a portaria fez uma pesquisa junto aos comerciantes estabelecidos ao longo da rua 13 de Maio e que, o resultado apontou a parte da Senador Saraiva para baixo favorável e, a parte da Senador Saraiva para cima contrário.
 
TROPAS BRASILEIRAS NA FRONTEIRA COM URUGUAI
A movimentação de tropas do Exército, recentemente ocorrida em Santana do Livramento, estava prevista há seis meses, e fazia parte de treinamentos rotineiros. Sua verificação, agora, coincidindo com os acontecimentos no Uruguai, serviu para as interpretações errôneas que provocaram alguns pedidos de esclarecimentos e levaram àquela região diversos jornalistas de Montevidéu e Buenos Aires. Tudo começou quando, nos dias 8 e 7 últimos, um avião C-47 da FAB deixou recrutas de uruguaiana em Santana do Livramento e levou contingentes desta cidade, para a primeira. A manobra foi presenciada, em Santana do Livramento, por passageiros de aviões de carreira da VARIG e da PUMA, Empresa Aérea Uruguaia. O comandante do 7.o Regimento de Cavalaria de Santana, coronel José Albano Leal, explica que o Exército provavelmente serviu de base para os boatos.
 
GREVE GERAL AGORA NO URUGUAI
Uma greve geral desde às 16 horas (19,00 GMT) com concentração de trabalhadores em ônibus e caminhões no bairro operário de Frigoríficos "Cerro" realizou-se esta tarde não obstante a comoção existente em Montevidéu pelos sequestros tupamaros. A manifestação foi autorizada, todavia, pela polícia e se advertiu um forte serviço da ordem da própria Convenção Nacional de Trabalhadores (CNT), Central Operária Comunista da Linha "Ortodoxa pró-moscovita". Os atos sindicais tiveram por postulados aumentos de salários e aposentadorias, defesa das liberdades e protesto pela intervenção governamental no ensino.

Escrito por:

Do Correio