Publicado 12/08/2020 - 06h00 - Atualizado 11/08/2020 - 14h37

Por Do Correio

Viracopos, um privilegiado esquecido

Reprodução

Viracopos, um privilegiado esquecido

O EXCELENTE VIRACOPOS UM ETERNO ESQUECIDO
Viracopos continua assim a ser sempre lembrado por aqueles que realmente o conhecem e sabem perfeitamente de sua privilegiada posição como campo de voo. Diz o "Estado de São Paulo" que para transformar Viracopos no principal aeroporto internacional do Estado, o govêrno federal gastaria muito menos do que está previsto gastar em Cumbica. As instalações de Viracopos precisam ser apenas melhoradas, ao passo que, em Cumbica, o govêrno terá de partir do marco zero. Será preciso - afirma o jornal - construir a pista em outra posição, instalar os caríssimos aparelhos para aterrissagem em más condições atmosféricas e levantar as estruturas das alas nacional e internacional. Ainda não existe nenhum projeto para essas instalações e o governo federal continua protelando os estudos nesse sentido. O govêrno do Estado também não insiste e São Paulo continua sem uma definição para o problema".
 
13 DE MAIO: UMA RUA SÓ PARA PEDESTRES
O delegado Adolpho Magalhães Lopes, titular da Delegacia de Trânsito, acaba de determinar a proibição de tráfego na rua 13 de Maio, das 6 às 19 horas, diariamente, para qualquer tipo de veículo, no trecho compreendido entre a avenida Senador Saraiva e Ernesto Kullmann. Somente os caminhões para carga e descarga, terão direito de tráfego e estacionamento, porém, dentro do horário habitual ou seja, das 6 às 10 horas, também diariamente. Essa medida vai trazer uma série de benefícios para todo mundo: comerciantes, trânsito em geral e público. O trânsito naquela artéria já era demasiadamente irritante e perigoso para o pedestre, que fugia daquela rua, fazendo suas compras em outros setores da praça de Campinas.
 
CÔNSUL: ITAMARATI JÁ PERDEU AS ESPERANÇAS
Esperança e desalento compunham o ambiente de hoje no Itamarati. O chefe da delegação do Itamarati no Rio, embaixador Miguel Paranhos do Rio Branco, já perdeu as esperanças de que o cônsul Aloysio Mares Dias Gomide seja libertado com vida, segundo revelou o conselheiro José Carlos Cavalcanti Linhares, encarregado da secção de imprensa. Um telefonema da agência de notícias alemã, DPA, sobressaltou os diplomatas: a DPA pedia confirmação de um boato que está circulando em toda a Europa, no sentido de que o Brasil estava movimentando tropas na fronteira do Uruguai para invadir aquele país.

Escrito por:

Do Correio